Incidentes marcam a história da United Airlines

Foto26 United Airlines  1024x683 Incidentes marcam a história da United Airlines
Mais de 7 voos entre 10 que chegam ou saem do Aeroporto Internacional de Newark são da companhia

A sede da companhia aérea é em Chicago (Ill.), mas a United possui posição de destaque em New Jersey

Apesar do pedido público de desculpas da United Airlines e a possibilidade de ressarcimento milionário depois do vídeo de um médico ser arrastado para fora de um voo por seguranças se tornar viral nas redes sociais, a companhia aérea continua a enfrentar problemas nos serviços e relações públicas. A sede da United é em Chicago (Ill.), mas a empresa possui posição de destaque em New Jersey. Mais de 7 voos entre 10 que chegam ou saem do Aeroporto Internacional de Newark são da companhia. Portanto, é por isso que os deslizes ou sucessos da United sempre são destaques em New Jersey, seja o Governador Chris Christie ou um cliente prejudicado pelo atraso em um voo.

Em 2 de dezembro, A United concordou em pagar US$ 2.4 milhões à Comissão de Segurança & Câmbio (SEC) com relação ao voo direto do Aeroporto Internacional de Newark direto para o Aeroporto Internacional de South Carolina, próximo à casa de férias do então CEO do Port Authority, David Samson. A rota, previamente eliminada, foi restaurada em 2012 e cancelada poucos dias durante a resignação de Samson em 2014.

David, antigo promotor público geral estadual e aliado de Christie, assumiu a culpa relacionada a acusação de pagamento de propina em julho, admitindo que usou sua influência para que a United restaurasse a rota.

No mesmo dia em que o médico foi arrastado para fora de um avião, um passageiro em um voo diferente foi picado pelo o que parecia ser um escorpião. Richard Bell estava num voo de Houston (TX) para Calgary quando algo caiu do compartimento acima de sua cabeça e o picou. A tripulação chamou um médico a bordo e os ferimentos não provocaram risco de morte.

O coelho gigante Simon seria o maior animal da espécie nos próximos anos e estava em um voo em 26 de abril de Londres para Chicago e foi encontrado morto após a aterrissagem. Em 13 de junho, um voo foi cancelado depois que um passageiro alertou para a quantidade de combustível de um avião que se preparava para viajar de Newark até Veneza.

Um passageiro deixou a França no domingo (2) e ao chegar à Nova York informou que sua cadeira de rodas no valor de US$ 55.509 foi danificada durante o voo, segundo o canal de TV 9 News. Valentin Duthion sofre de atrofia muscular, uma desordem genética. A irmã dele, Lucie, postou no Twitter o vídeo do prejuízo. A companhia informou que alugou outra cadeira durante as férias do passageiro, providenciou o conserto da cadeira danificada e aumentou a classe dele e os familiares na viagem de retorno.

Related posts

Comentários

Send this to a friend