Indocumentada em campo de golfe Trump ‘intencionalmente tirado da lista do Serviço Secreto’

Foto6 Campo de golfe em Bedminster Indocumentada em campo de golfe Trump intencionalmente tirado da lista do Serviço Secreto
A alegação ocorreu depois que vários trabalhadores foram demitidos do clube de golfe de Bedminster (NJ) em resposta a uma investigação do jornal The New York Times

Emma Torres alegou que o nome dela foi retirado da lista pelo RH durante a visita de Trump ao campo de golfe em New Jersey

O nome de uma imigrante indocumentada que trabalhava no Trump National Golf Club, em New Jersey, foi intencionalmente retirado de uma lista de funcionários a serem examinados pelo Serviço Secreto, segundo um novo relatório. O nome da trabalhadora foi excluído da lista depois que ela supostamente lembrou os supervisores dela que não tinha permissão legal para trabalhar nos EUA. Esta é a alegação mais recente de um trabalhador do resort de elite de que os supervisores estavam cientes de que alguns de seus funcionários estavam em situação irregular nos EUA.

A alegação ocorreu depois que vários trabalhadores foram demitidos do clube de golfe de Bedminster em resposta a uma investigação do jornal The New York Times, revelando que vários imigrantes indocumentados tinham sido conscientemente mantidos na folha de pagamento da empresa, apesar do status irregular. A alegação de que o nome do trabalhador não documentado foi retirado da lista do Serviço Secreto também foi relatada pelo The New York Times.

As últimas revelações vêm de Emma Torres, que disse que lhe pediram para escrever seu nome e informações, incluindo seu número na Previdência Social, antes de uma visita de Donald Trump em 2016, quando ele estava no meio de sua campanha presidencial.

“Quando soube que isso é para o Serviço Secreto ver os registros de todos, porque eles estão dando proteção ao Sr. Trump, eu corri para os recursos humanos (RH)”, disse Torres ao jornal. “Eu pensei, Deus, o que eu vou fazer?”

Quando ela chegou a recursos humanos, Torres disse que foi dito que isso não seria problema. O nome dela foi tirado de uma lista.

Desde a investigação sobre trabalhadores indocumentados no campo de golfe Trump, a Organização Trump prometeu demitir todos os trabalhadores que obtiveram emprego usando documentos falsos. Embora não haja evidência de que Trump conhecesse pessoalmente o status legal de qualquer um desses funcionários, os trabalhadores destacam a forma como os imigrantes indocumentados conseguem empregos no mercado de trabalho americano.

Logo que assumiu o cargo, Trump iniciou uma mudança nas políticas de fiscalização da imigração que foram criticadas por também focalizar em indivíduos legais nos EUA. Embora o antecessor de Trump tenha instruído os agentes de imigração a usar a discrição durante suas atividades e se concentrarem apenas em imigrantes com antecedentes criminais, a administração de Trump revogou essa ordem discricionária. Como resultado, os EUA viram o aumento no número de imigrantes sem antecedentes criminais que foram detidos em batidas migratórias, tribunais e penitenciárias. Além disso, a administração atual limitou os pedidos de asilo e tenta impedir que os imigrantes venham para os EUA através de laços familiares.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend