Indocumentado é deportado antes de julgamento por homicídio

Foto5 Antelmo Velasques Indocumentado é deportado antes de julgamento por homicídio
Antelmo Velasques, de 43 anos, foi deportado antes de comparecer ao tribunal no Condado de Gloucester (Foto: Gloucester County Prosecutor’s Office)

Antelmo Velasques dirigia uma caminhonete Dodge quando provocou um acidente fatal na Rota 55 em Elk Township

Em abril desse ano, o carro dirigido pelo guatemalteco Antelmo Velasques saiu da pista e provocou um acidente que matou um passageiro de 49 anos, informou a polícia. As autoridades locais o encontraram rapidamente e o acusaram de homicídio veicular. Entretanto, ele conseguiu escapar da justiça pela segunda vez e provavelmente não terá que responder judicialmente por seus atos. Essa segunda fuga ocorreu devido ao fato de Velasques ter sido deportado enquanto aguardava o julgamento no acidente fatal.

“Você simplesmente não pode deportar pessoas que cometeram crimes graves sem a oportunidade de leva-las a julgamento”, disse Bob Bianchi, antigo promotor público do Condado de Morris. “Alguém deve se envolver e corrigir isso”.

Velasques, de 43 anos, estava atrás do volante de uma caminhonete Dodge quando ele provocou o acidente na Rota 55 em Elk Township, no Condado de Gloucester. Ele transportava 8 passageiros naquela noite quando o veículo saiu da rodovia, capotou e chocou-se contra algumas árvores. Vários ocupantes foram ejetados do veículo e um deles, Rosenberg Escobar Gonzalez, de Bridgeton, faleceu. Antelmo, que morava na mesma cidade naquela época, confirmou que estava dirigindo, detalhou a polícia. Ele foi acusado de causar uma morte enquanto dirigia sem carteira de motorista e conscientemente fugir do local do acidente. Ele foi detido até a audiência preliminar na Corte Superior poucos dias depois. Durante a audiência, um juiz determinou que o réu fosse liberado porque não havia evidências que ele representava perigo ao público.

Quando chegou o dia da audiência preliminar, Velasques não compareceu e, então, foi emitida uma ordem de prisão em nome dele. A Promotoria Pública do Condado de Gloucester (GCPO), através de um comunicado de imprensa emitido em junho, pediu a ajuda da população na busca pelo paradeiro do réu. Em 16 de abril, agentes do Departamento de Imigração (ICE)o retiraram da penitenciária e o deportaram um mês depois, relatou o porta-voz.

Os representantes do ICE não sabiam se os agentes tinham conhecimento de que Velasques ainda enfrentava o julgamento por homicídio no Condado de Gloucester.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend