Mais americanos pedem para viver na Nova Zelândia

Foto28 Auckland NZ Mais americanos pedem para viver na Nova Zelândia
O centro comercial e o porto na cidade de Auckland, Nova Zelândia

O índice de aplicações para morar na ilha do sul do pacífico subiu 70% desde a eleição do Presidente Trump

Na Nova Zelândia, o número de americanos que aplicaram para a cidadania subiu 70% durante as 12 semanas depois da eleição do Presidente Donald Trump, em contraste com o mesmo período no ano anterior. Os índices também revelam que a quantidade de americanos que obtiveram vistos de trabalho neozelandeses em janeiro subiu 18% em comparação com 2016, assim como o número de americanos que visitaram o país.

Na Nova Zelândia, a obtenção da cidadania é o caminho trilhado por aqueles que não possuem conexão familiar no país. Entre os americanos que possuem um dos pais neozelandês, as aplicações para a cidadania depois das eleições presidenciais nos EUA aumentaram 11% com relação ao ano anterior. O Departamento de Assuntos Internos do país informou que 2 dias depois das eleições em novembro, o número de americanos que visitaram o website do governo e clicaram no link relacionado à cidadania multiplicou-se em contraste com o mesmo período no mês anterior.

O número total de americanos que aplicam para a cidadania neozelandesa ainda é relativamente baixo. O país fica localizado a mais de 6 mil milhas dos EUA continental e, talvez, seja mais conhecido por suas paisagens majestosas. A agricultura e criação de animais permanecem centrais à economia, com a quantidade de ovelhas ultrapassando os 4.8 milhões de habitantes em 6 por 1. Trump citou rapidamente o país durante um comício de campanha quando um repórter de televisão neozelandês perguntou-lhe o que a eleição significaria para o país no sul do pacífico.

“Diga olá ao Bob Charles. Eu adoro o Bob Charles”, respondeu Trump. “Você sabe quem é o Bob Charles? O seu melhor jogador de golfe”. Charles venceu o British Open em 1963.

Alguns americanos que vivem na Nova Zelândia disseram que amigos e parentes têm comentado sobre a possibilidade de se mudarem para lá desde novembro de 2016. A tecnóloga Alanna Irving, de 33 anos, há 6 anos trocou San Francisco (CA) pela Nova Zelândia e até casou-se com um “Kiwi”, como os locais são conhecidos. Ela detalhou que planeja aplicar para a cidadania neozelandesa ainda esse ano e não pensa mais em voltar a viver nos EUA. Ironicamente, acrescentou, há algo que ela sente muita falta, mas que não pode ser saciado online: A deliciosa comida mexicana que é encontrada em toda a parte nos Estados Unidos.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend