Marido de brasileira é preso por suspeita de bomba em avião

Foto10 Joseph Galaska Marido de brasileira é preso por suspeita de bomba em avião
Na sexta-feira (7), Joseph Galaska compareceu ao tribunal canadense e o juiz determinou a fiança em US$ 3.700

Depois de visitar o Brasil com a esposa e um amigo, Joseph Galaska retornava aos EUA quando foi detido na Alfândega no Canadá

O americano Joseph Galaska, de 58 anos, morador em Cudahy (Wis.), é acusado de “ato irresponsável” no Canadá depois que fiscais no aeroporto encontraram uma bomba falsa em sua bagagem. O voo em que ele estava a bordo seguia de Ontário para o Aeroporto Internacional de O’Hare, Massachusetts, atrasou diversas horas, na quinta-feira (13), devido ao incidente. Os outros passageiros no voo foram enviados a Chicago (IL). Eles estavam no voo nº 547 da United Airlines e tiveram que sentar na pista de pouso e decolagem durante várias.

“Eu juro por Deus que é um relógio”, disse a brasileira Maria Silva. “Não é uma bomba de jeito nenhum e sim um relógio despertador”.

Silva detalhou que visitava o Brasil na companhia do marido e um amigo. Ela viajou de volta aos EUA uma semana antes de Galaska. Quando Maria foi ao Aeroporto O’Hare para pegá-lo, na quinta-feira (6), foi informada que ele não estava no voo. Na sexta-feira (7), o réu compareceu ao tribunal sob a acusação de “ato irresponsável” e um juiz determinou a fiança em US$ 3.700. Atualmente, ele está em uma penitenciária em Toronto e aguarda a chegada do filho ao Canadá para pagar a fiança.

Silva disse que viu o relógio. “Ele adora esse tipo de souvenir”, relatou. “Ele já foi fabricante de ferramentas. Ele trouxe um desses antes para um amigo e não teve problemas”.

Ela descreveu o relógio despertador como algo que tem a aparência de um robô. Quando perguntada por um repórter do canal WISN-TV por que Galaska simplesmente não explicou a situação para as autoridades e esclareceu tudo. “Ele fez e eles disseram que não é nada. Não é uma bomba. É um relógio. Ele nunca faria nada que ferisse alguém. Ele é uma boa pessoa com um coração bom”.

Agora, Maria tem que lidar com advogados que tentam trazer o marido dela de volta para casa. A polícia não descreveu o objeto, mais informou que o incidente não está relacionado ao terrorismo.

 

Sobre o autor

O jornalista Leonardo Ferreira é formado em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA, sediada no Rio de Janeiro - RJ.

Related posts

Comentários

Send this to friend