México envia tropa de 15 mil homens para a fronteira dos EUA

Foto34 Exercito mexicano México envia tropa de 15 mil homens para a fronteira dos EUA
“O México enviou quase 15 mil soldados para a fronteira dos EUA com o México para inibir o fluxo migratório”, postou no Twitter Nick Valencia, da CNN

Após pressão econômica do Presidente Trump, a ação visa impedir a imigração clandestina na divisa entre os dois países

O secretário mexicano de Defesa, Luís Sandoval, disse na segunda-feira (24) que o México está enviando milhares de soldados para a fronteira dos EUA com o México para ajudar a impedir o fluxo maciço de imigração clandestina para o país vizinho.

“O México enviou quase 15 mil soldados para a fronteira dos EUA com o México para inibir o fluxo migratório”, postou no Twitter o repórter do canal CNN, Nick Valencia. “Outros 2 mil fuzileiros da Guarda Nacional também foram enviados à toda a fronteira sul do país com a Guatemala e Belize”, informou o secretário de Defesa mexicano, Luís Sandoval.

Ainda de acordo com a CNN, Sandoval disse em Cancún: “Na parte norte do país, temos um total de quase 15 homens na tropa composta de membros da Guarda Nacional e unidades militares”.

“Eu nunca vi esse tipo de cooperação da parte do México antes em termos de imigração”, acrescentou Valência.

A ação do México ocorre após o governo Trump aumentar a pressão sobre o governo mexicano para aumentar significativamente seus esforços para parar o fluxo intenso de migrantes que entrar clandestinamente nos EUA.

Trump anunciou no final do mês passado que o México enfrentaria tarifas que devastariam sua economia se não fizessem sérios esforços para ajudar a inibir o problema.

“No dia 10 de junho, os Estados Unidos imporão uma tarifa de 5% sobre todos os produtos provenientes do México, até os migrantes ilegais que vierem do México e entrarem em nosso país, PARAREM. A tarifa aumentará gradualmente até o problema da Imigração Ilegal ser remediado, quando as Tarifas serão removidas. Detalhes da Casa Branca a seguir”, postou Trumop no Twitter.

As tarifas deveriam aumentar em 5% a cada mês, chegando a 25%, até que o México resolvesse o problema.

Em 7 de junho, Trump postou no Twitter que os EUA chegaram a um acordo com o México: “Tenho o prazer de informar que os Estados Unidos chegaram a um acordo assinado com o México. As tarifas programadas para serem implementadas pelos EUA, na segunda-feira (10), contra o México estão indefinidamente suspensas. O México, em troca, concordou em tomar medidas firmes para conter a onda migratória através do México e da fronteira sul. Isso está sendo feito para reduzir ou eliminar enormemente a imigração ilegal do México para os Estados Unidos. Detalhes do acordo serão divulgados em breve pelo Departamento de Estado. Obrigado!” Diz a mensagem.

No início de junho, a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP) divulgou seus dados de apreensão para o mês de maio. “O CBP continua a enfrentar um agravamento da crise na fronteira sudoeste. Em maio, o CBP apreendeu ou julgou inadmissíveis 144.278 indivíduos ao longo do fronteira sudoeste (SWB); um aumento de 32% em relação ao mês anterior”, postou o órgão no Twitter.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend