Moradores de NJ lutam pela carteira para indocumentados

Foto3 Phil Murphy Moradores de NJ lutam pela carteira para indocumentados
Antes de tomar posse, o Governador Phil Murphy adiantou que assinaria um projeto de sei, caso ele fosse aprovado pela legislatura estadual

Ativistas e residentes realizaram uma manifestação apoio aos imigrantes em Woodbrige

Na segunda-feira (26), membros da comunidade se reuniram em Woodbridge em prol da possibilidade de os imigrantes indocumentados obterem a carteira de motorista em New Jersey. Muitos dos participantes da manifestação alegaram que o documento facilitaria a chegada ao trabalho e em menos tempo. Jairo Palomo viaja cerca de 30 minutos para o trabalho, algo que não é fácil sem a carteira de motorista.

“Às vezes eu tenho que telefonar para colegas de trabalho para ver se eles podem me dar uma carona”, disse Palomo através de um tradutor.

Natyelli Alvarez acrescentou que a carteira tornaria a vida dela mais conveniente. “Para fazer compras, é preciso andar cerca de três quilômetros apenas para chegar a uma mercearia”, disse ela também por meio de um tradutor.

Alvarez admitiu que, quando a filha dela estava doente, dirigiu ilegalmente para chegar a um médico, que é outra razão pela qual quer a aprovação das carteiras.

“É realmente uma questão de segurança pública”, disse Johanna Calle, da Alliance for Immigrant Justice. “Você e eu estamos dirigindo na estrada com pessoas que não são licenciadas, que não são testadas, que não estão seguradas, que poderiam estar trafegando na estrada porque têm uma emergência e nós não queremos que essas pessoas estejam dessa forma”.

Durante o governo do ex-governador Chris Christie, os projetos de lei para conceder carteiras de motoristas aos imigrantes indocumentados foram interrompidos devido à preocupações com a segurança nacional. Os ativistas estão esperançosos que o governador atual, Phil Murphy, esteja mais aberto ao assunto.

Se aprovada, os imigrantes indocumentados teriam uma carteira única. Um projeto de lei anterior sugeriu que o documento serviria apenas para dirigir em New Jersey e estados onde fosse reconhecido. A carteira não permitiria que os portadores votassem ou acessassem benefícios públicos, além de não permitir que eles embarcassem em aviões e custaria US$ 50 extras.

Os ativistas defendem que este é o momento oportuno para aprovar a legislação, pois a legislatura entrará em recesso devido aos feriados de final de ano. Atualmente, há 12 outros estados que permitem a emissão da carteira de motorista aos imigrantes indocumentados, incluindo Connecticut, Delaware e Califórnia.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend