Motorista é acusado de dirigir bêbado e matar amigo em NJ

Foto1 Ricardo dos Santos Motorista é acusado de dirigir bêbado e matar amigo em NJ
Ricardo dos Santos poderá ser condenado a até 10 anos de prisão, caso seja considerado culpado de homicídio veicular em 2º grau

O carro dirigido por Ricardo dos Santos, de 29 anos, chocou-se contra a traseira de um caminhão que parou no sinal vermelho

Na terça-feira (15), as autoridades em New Jersey informaram que Ricardo dos Santos, de 29 anos, residente em Union Township, é acusado de homicídio veicular em 2º grau, além de outras acusações. Ele dirigia bêbado quando o carro que dirigia chocou-se contra a traseira de um caminhão parado no sinal, provocando a morte do amigo dele, um policial em Hillside de folga, que estava no banco do carona.

Ricardo viajava com Giovanni Esposito, às 2:15 da madrugada, em 15 de outubro de 2018, segundo a Promotoria Pública do Condado de Union. Na ocasião, o nível de álcool no sangue dele  era o dobro do permitido legalmente. Ele não freou o veículo e colidiu contra o caminhão que havia parado no sinal vermelho, detalharam os promotores. Santos e Esposito, de 30 anos, foram levados ao Hospital Universitário em Newark (UMDNJ) com ferimentos graves. Giovanni faleceu momentos depois.

Santos foi preso no último sábado (12). Ele é acusado de dirigir intoxicado, negligência, dirigir de forma perigosa, excesso de velocidade, não obedecer sinal de tráfego e não usar cinto de segurança. Ele poderá ser condenado a até 10 anos de prisão, caso seja considerado culpado de homicídio veicular em 2º grau. A audiência preliminar no tribunal está agendada para a quinta-feira (17).

Durante o funeral de Esposito, a prefeita de Hillside, Dahila Vertreese, e chefe do Departamento de Polícia de Hillside, Vincent Ricciardi, descreveu o policial como tendo um “coração de ouro”. Eles ressaltaram a dedicação do policial à cidade onde trabalhava.

O Departamento de Polícia de Linden informaram que qualquer informação sobre o caso pode ser enviada ao investigador Jimmy Solano através do tel.: (908) 494-6792 ou o detetive Richard Acosta, da Força Tarefa, através do tel.: (908) 347-0404.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend