New Jersey liberou verba para 749 indocumentados cursarem a universidade

Foto19 Rutgers University Newark New Jersey liberou verba para 749 indocumentados cursarem a universidade
“Eu até convidaria qualquer pessoa que tenha esse ponto de vista, começando com nosso Presidente (Trump), a entrar nesta sala de aula”, disse Murphy na Rutgers University em Newark (detalhe)

Durante o ano acadêmico de 2018 e 2019, 749 estudantes indocumentados receberam US$ 3,8 milhões em ajuda financeira do estado

Quando New Jersey estreou um novo programa no ano passado, oferecendo ajuda universitária a imigrantes indocumentados nos EUA, não era exato quantos estudantes se inscreveriam. Depois de um ano, ativistas e autoridades estaduais dizem que o programa foi um sucesso.

Durante o ano acadêmico de 2018 e 2019, 749 estudantes indocumentados receberam US$ 3,8 milhões em ajuda financeira do estado para frequentar faculdades de New Jersey, de acordo com novas estatísticas divulgadas pela Autoridade Estadual de Assistência ao Estudante do Ensino Superior.

Os chamados “Dreamers”, estudantes indocumentados trazidos para os EUA quando crianças, já haviam sido autorizados a frequentar faculdades estaduais de New Jersey e pagavam mensalidades como residentes no estado (in-state tuition). Entretanto, eles eram proibidos de solicitar programas de ajuda financeira financiados pelo Estado.

O governador Phil Murphy assinou uma lei no ano passado, abrindo programas estaduais de ajuda financeira aos imigrantes indocumentados, oferecendo-lhes as mesmas verbas, bolsas de estudos e outros auxílios estaduais usados pelos residentes legais que vivem em New Jersey.

Na época, Murphy ignorou as críticas dos legisladores republicanos, que argumentavam que os contribuintes não deveriam financiar a educação universitária dos imigrantes indocumentados.

“Eu até convidaria qualquer pessoa que tenha esse ponto de vista, começando com nosso Presidente (Trump), a entrar nesta sala de aula e permita a mim ou a qualquer um de nós dizer: ‘Estes são os Estados Unidos da América'”, disse Murphy na cerimônia de assinatura dos projetos de lei em maio de 2018 na Rutgers University em Newark, repleta de estudantes “Dreamers”.

Os recém-formados do ensino médio e os novos estudantes que começam a universidade têm até 15 de setembro para solicitar o auxílio usando o Aplicativo de Auxílio Financeiro Alternativo de New Jersey, projetado para imigrantes sem documentos.

Não há limite de quantos estudantes sem documentos podem receber ajuda. O Legislativo estadual inicialmente projetou que a nova lei ajudaria cerca de 600 estudantes a um custo de US$ 5 milhões por ano. Os estudantes indocumentados permanecem inelegíveis para programas de ajuda financeira financiados pelo governo federal, incluindo “Pell Grants” e empréstimos estudantis apoiados pelo governo federal.

Os 749 estudantes indocumentados que receberam auxílio universitário financiado por New Jersey durante os semestres de outono de 2018 e primavera de 2019 se matricularam em faculdades públicas e privadas de todo o estado.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend