New Jersey tenta suspender teste obrigatório no High School

Foto26 East Side High School 004 New Jersey tenta suspender teste obrigatório no High School
O East Side High School, no bairro do Ironbound, em Newark (NJ), onde estudam inúmeros imigrantes brasileiros e seus filhos (Foto: BV)

As autoridades estaduais de educação votaram 12 a favor e 1 contra para a criação de um único teste no 11º ano, antes da formatura

O estado de New Jersey se prepara para suspender vários testes obrigatórios envolvendo alunos no High School (Ensino Médio). A decisão representa uma vitória parcial para os céticos no debate sobre a quantidade adequada de testes padrão. Na segunda-feira (21), o Departamento Estadual de Educação votou 12 a favor e 1 contra para eliminar os testes de matemática e inglês  para os alunos do 10º ano e a criação de um único teste no 11º ano para a formatura, ao invés dos 2 testes que os estudantes são atualmente submetidos. Caso seja aprovada numa 2º votação pelo Departamento de Educação, depois do período de 60 dias de comentários, a mudança se aplicará aos alunos que ingressarem no High School neste outono.

A tentativa de mudança é o resultado da pressão legal enfrentada pela administração Phil Murphy no que diz respeito aos testes no Estado Jardim. Em dezembro, um painel de 3 juízes determinou que o estado violou a lei ao exigir que os alunos fossem submetidos a testes de matemática e álgebra 1 para se graduarem. A lei federal exige que os estudantes sejam submetidos a exames de matemática e inglês do 3º ao 8º ano e uma vez no High School.

“New Jersey está testando muito mais que isso. Haviam seis testes para os alunos no High School; o que parece excesso”, disse Julie Borst, diretora executiva da ONG Save Our Schools NJ.

A lei em New Jersey determina que os alunos sejam submetidos a um teste no 11º ano para que possam se graduar. Exames adicionais foram introduzidos desde que a administração Chris Christie lançou os exames conhecidos como PARCC no período escolar de 2014/2015. Na ocasião o Departamento de Educação aprovou a proposta durante o debate se New Jersey deveria aplicar qualquer teste para a graduação. Atualmente, somente 11 estados exigem tais exames, conhecidos como “testes de saída”.

Murphy tive que quer se livrar de todas as exigências, entretanto, ele terá que convencer legisladores relutantes para cancelar a lei. Além disso, New Jersey planeja redigir uma substituição para os exames PARCC, chamado oficialmente de “New Jersey Student Learning Assessments”. A administração continuará a ministrar os testes até 2025, quando as novas regras devem ser adotadas, disse Linda Eno, comissária assistente acadêmica e de desempenho no Departamento Estadual de Educação.

Os apoiadores das leis atuais alegam que o sistema ajuda os alunos a se graduarem com as habilidades necessárias para vencerem academicamente, além de também verificar as conquistas alcançadas pelos diferentes grupos socioeconômicos.

Na última primavera, os estudantes em New Jersey enfrentaram dificuldades para passarem nas provas de inglês e matemática, segundo dados estaduais. Aproximadamente, 44% foram aprovados em matemática, enquanto 58% passaram em inglês.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend