Nova York avalia aprovar carteira para indocumentados 

Foto32 Andrew Cuomo Nova York avalia aprovar carteira para indocumentados 
O Governador Andrew Cuomo adiantou ser a favor de um projeto de lei que conceda a carteira aos indocumentados

O Governador Andrew Cuomo adiantou que assinaria o projeto de lei, caso ele fosse aprovado pela Legislatura Estadual

Em 2019, a legislatura estadual de Nova York avaliará um projeto de lei polêmico que permite aos imigrantes indocumentados aplicarem para a carteira de motorista. O Governador Andrew Cuomo adiantou que assinaria o projeto de lei, caso fosse aprovado.

Semana passada, Alphonso David, conselheiro legal de Cuomo, divulgou o plano durante a realização de um painel de discussão na conferência pós-eleitoral do grupo Legisladores Hispânicos de Nova York. Os ativistas relataram que David, no debate, previu que tal proposta seria aprovada pela Legislatura; que estará sobre controle total democrata em 2019 e que ela seria assinada pelo Governador.

“Notícias excelentes! Alphonso David, conselheiro do @NYGovCuomo disse no painel da #SIMOSPRConf-erence que a carteira de motorista para todos, independente do status migratório, será aprovada na próxima sessão legislativa de 2019! Sim, é possível!” Postou o grupo de ativistas Make the Road NY, na sexta-feira (9).

O porta-voz de Cuomo, Richard Azzopardi detalhou que David não deu garantias sobre o que aconteceria na Legislatura, como alegam os ativistas. Ele somente confirmou que David havia dado a entender que a proposta sobre a carteira tenderá a ser discutida no ano que vem, após dizer que ela não poderia ser aprovada através de ordem executiva. Caso o projeto de lei entre em votação e seja aprovado, Cuomo o assinaria.

“O Governador apoia a legislação”, disse Azzopardi.

Atualmente, 12 estados e Washington-DC já permitem que imigrantes indocumentados obtenham a carteira de motorista. Entretanto, a porta-voz de Andrea Stewart Cousins, líder do Partido Democrata no Senado Estadual, evitou comentar o assunto.

“Há muitos temas importantes que estaremos revendo com os nossos legisladores na próxima sessão”, disse o porta-voz Mike Murphy.

Mesmo de posse da carteira de motorista, os imigrantes indocumentados não teriam o direito de votar. Várias tentativas do Conselho Municipal para permitir que não cidadãos votem nas eleições locais fracassaram, a mais recente em 2015.

Os republicanos que anteriormente bloquearam o projeto de lei disseram estar ansiosos para ver como os novos democratas eleitos ao Senado nos subúrbios de Long Island (NY), o foco de membros da gangue violenta MS-13, apoiariam a proposta.

“Esta é a Nova, Nova York”, disse o Senador Fred Akshar (R-Binghamton), que se opõe ao projeto de lei. “Você seria muito pressionado a encontrar apoio para essa proposta fora dos cinco distritos de New York City. As pessoas pensam que nós deveríamos cuidar dos moradores legais. Eu absolutamente votaria ‘não’ com relação a isso. Essa é, absolutamente, a coisa errada a ser feita”

Em 2007, o ex-governador Eliot Spitzer pressionou a favor das carteiras para os indocumentados, mas voltou atrás devido a oposição massiva gerada pelo medo de terrorismo.   Na ocasião, entre os oponentes estava a Vice-Governadora Kathy Hochul, do Condado de Erie. Atualmente, ela apoia a proposta.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend