NY, CT, VT e NYC processam política de Trump de restrição a green cards

Foto10 Food Stamp Coupon NY, CT, VT e NYC processam política de Trump de restrição a green cards
Entre esses benefícios públicos que desqualificariam os estrangeiros para a legalização estão o seguro de saúde Medicaid, cupons de alimentos (foto) e habitação

Mais de 15 anos já processaram judicialmente a nova diretriz, incluindo a Califórnia, Washington e Pensilvânia

Na terça-feira (20), os estados de Nova York, Connecticut e Vermont, além de New York City acionaram judicialmente o Governo Federal pela adoção da diretriz que impede a concessão da residência legal permanente (green cards) aos imigrantes que utilizarem benefícios públicos. Entre esses benefícios que desqualificariam os estrangeiros estão o seguro de saúde Medicaid, cupons de alimentos e habitação pública. Os 3 estados e a cidade juntaram-se à lista crescente de que levaram aos tribunais a nova diretriz, considerada uma das ações mais agressiva da administração republicana na restrição à imigração legal.

A Procuradora de Justiça de Nova York, Letitia James, democrata, disse que a nova diretriz é uma afronta aos valores estadunidenses e 100 anos de jurisprudência.

“Gerações de pessoas desembarcaram as margens amigáveis de Ellis Island como nada que um sonho em seus bolsos”, escreveu ela na ação judicial. “Os esforços  mal dissimulados da administração Trump de somente permitir aqueles que cumprem seus critérios restritos étnicos, raciais e econômicos para entrar em nossa nação são uma violação clara das nossas leis e valores”.

Mais de 15 anos já processaram judicialmente a nova diretriz, incluindo a Califórnia, Washington e Pensilvânia. A diretriz está agendada para entrar em vigor em outubro e incluirá uma gama mais ampla de programas que podem desqualificar os imigrantes que sejam considerados “fardo público” (Public Charge, em inglês) para os EUA.

O diretor do Departamento de Cidadania & Serviços Migratórios (USCIS), Ken Cuccinelli, disse no início de agosto alegou que a nova diretriz garantirá que aqueles que imigrem ao país não se tornem um “fardo”, embora eles paguem impostos.

“Nós queremos ver pessoas que chegam a esse país que sejam financeiramente independentes”, disse Cuccinelli. “Este é o âmago do Sonho Americano. Está enraizado profundamente em nossa história e particularmente à nossa história da imigração legal”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend