Passageiro tenta abrir porta do avião durante voo

Foto19 Joseph Daniel Hudek 832x1024 Passageiro tenta abrir porta do avião durante voo
Joseph Daniel Hudek tentou diversas vezes abrir o lacre da porta de emergência do voo 129 da Delta Airlines

O incidente ocorreu na noite de quinta-feira (6) no voo 129 da Delta de Seattle a Beijing, China

Foram necessários vários passageiros e 2 comissários de bordo para imobilizar um indivíduo que tentou abrir a porta de emergência durante um voo da Delta Airlines. Segundo o boletim de ocorrência policial (BO), Joseph Daniel Hudek IV, de 23 anos, morador em Tampa (FL), tentou diversas vezes abrir o lacre da porta e agrediu um passageiro e comissário de bordo que tentaram impedi-lo.

Antes da decolagem, o BO detalha que Hudek pediu uma cerveja. Ele não consumiu nenhuma outra bebida alcóolica durante o voo e “não exibiu nenhum sinal de intoxicação ou transtorno”. Uma hora depois no voo, ele levantou e foi ao banheiro. O BO informa que o passageiro saiu do banheiro e fez uma pergunta ao comissário de bordo, antes de retornar ao banheiro. Após deixar o banheiro pela segunda vez, ele correu em direção da porta de emergência, agarrou o lacre e tentou abri-lo. Dois comissários de bordo correram para afastá-lo da porta e Hudek os empurrou.

Um dos comissários de bordo pediu ajuda a outro passageiro e notificou à cabine do piloto a situação. O piloto do Boeing 767 alertou a Administração Federal de Aviação (FAA) e o avião retornou ao Aeroporto Internacional Seattle-Tacoma. Enquanto a aeronave voltava, vários passageiros tentaram imobilizar Hudek. A situação tornou-se tão caótica que ele esmurrou um dos comissários de bordo e atingiu outro passageiro na cabeça com uma garrafa de vinho.

Então, Hudek tentou abrir a porta novamente, segundo o BO, quando outro passageiro tentou ajudar, ele o golpeou diversas vezes. Eventualmente, um comissário de bordo agarrou duas garrafas de vinho e golpeou Hudek duas vezes na cabeça, quebrando uma delas. Vários outros passageiros se envolveram e finalmente conseguiram imobilizá-lo tempo o suficiente para que as mãos dele fossem atadas. Mesmo imobilizado, Hudek continuou extremamente agitado.

Na sexta-feira (7), Hudek foi preso e acusado de interferir no trabalho dos comissários de bordo. Caso seja considerado culpado, ele poderá ser condenado a até 20 anos de prisão e a pagar multa de US$ 250 mil.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend