Pastor brasileiro abriga “Dreamers” que caminham rumo a Washington-DC

Foto13 Pastor Moacir Weirich e Dreamers Pastor brasileiro abriga “Dreamers” que caminham rumo a Washington DC
Os Dreamers foram recebidos pelo Pastor Moacir Weirich e passaram a noite no salão de eventos da Igreja Luterana, no Ironbound

Os jovens indocumentados foram acolhidos na Igreja Luterana pelo pastor gaúcho Moacir Weirich

Na noite de quinta-feira (15), 11 jovens indocumentados e ativistas iniciaram a “Walk to Stay Home”, uma caminhada de 15 dias que teve como ponto de partida o Battery Park, em Manhattan (NY), e terminará no memorial Martin Luther King Jr., em Washington-DC. Nessa mesma noite, o grupo dormiu no salão de eventos da Igreja Luterana, nas 5 esquinas, no coração do bairro do Ironbound, em Newark, a caminho da capital americana. A congregação é liderada pelo pastor gaúcho Moacir Weirich, defensor dos direitos dos imigrantes e que decidiu acolher os jovens.

A jornada de 250 milhas foi organizada pelo Seed Project, com o apoio da #OurDream Campaign e visa chamar a atenção para a necessidade da aprovação de um Dream Act que não somente garanta proteção permanente para os jovens indocumentados, mas que também não prejudique os 11 milhões de imigrantes indocumentados que vivem e trabalham nos EUA.

“Todos os dias eu acordo para ler as últimas notícias. Leio comentários feitos pelos políticos que tanto atacam quanto fazem promessas sobre a minha existência”, disse Hector Jairo Martinez, beneficiado pelo programa Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA), morador no Brooklyn (NY). “Chegou a hora de nós, jovens indocumentados, sair mais uma vez das sombras e fazer uma exigência simples; deixe-nos ficar em casa”.

Quando a Câmara dos Deputados aprovou em 19 de janeiro o pacote orçamentário sem o prometido Dream Act, os deputados democratas mais uma vez falharam em apoiar os jovens indocumentados. O “Walk to Stay Home” é a resposta dos jovens indocumentados aos políticos que usam os “Dreamers”, como são conhecidos, como argumento político nos comícios de campanha, mas voltam atrás quando é a hora de demonstrar apoio real.

A manifestação “The Walk to Stay Home: a Journey of Hope” visa chamar a atenção a luta dos indocumentados nas últimas semanas antes do prazo de 5 de março, quando a administração Trump decidiu cancelar o DACA. O programa protege do risco de deportação cerca de 800 mil jovens em todos os EUA. O prazo se aproxima a cada dia e os democratas não dão sinais de que usarão seus poderes para proteger os jovens indocumentados, enquanto os republicanos redigem projetos de lei que empurrarão as comunidades imigrantes ainda mais nas sombras.

“O que me preocupa mais é se isso tocará ou não os corações daqueles que ainda não decidiram se os jovens indocumentados precisam de um Dream Act porque é disso que precisamos; proteção permanente”, disse Miriam Nunez, que imigrou aos EUA com os pais quando tinha 6 meses de idade.

Os beneficiários dos DACA têm a maioria do apoio público para permanecerem nos Estados Unidos. Isso os torna popular entre os políticos que querem demonstrar uma imagem, progressista, ao mesmo tempo em que criminalizam o resto da comunidade indocumentada. Os jovens manifestantes lutam pelo direito de ficar no país que eles consideram lar e destaca a dedicação deles aos entes queridos que foram beneficiados com a mesma proteção oferecida pelo DACA.

“Eu já pensei sobre o impacto que a caminhada terá naqueles que mais me amam e se preocupam comigo, pois eu sei que será uma caminhada coletiva, não somente com os meus queridos companheiros, mas também com as famílias e amigos que deixamos para trás quando embarcamos nessa jornada”, disse Nunez.

Ao longo da jornada de 250 milhas, os manifestantes farão paradas onde se encontrarão com membros da comunidade, como o Pastor Moacir Weirich, participarão de fóruns e manifestações. Ao longo do caminho, eles pedirão às pessoas que os encontrem em Washington-DC para pressionarem a favor de um Dream Act que garanta aos jovens indocumentados proteção permanente.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend