Playboy que ‘dormiu com 6 mil mulheres’ morre durante sexo

Foto13 Maurizio Zanfanti Playboy que ‘dormiu com 6 mil mulheres’ morre durante sexo
Zanfanti começou sua ilustre carreira aos 17 anos em 1972, quando trabalhava em uma boate chamada Blow Up

Maurizio Zanfanti estava entretendo um turista da Romênia na parte de trás de um carro, quando sofreu um ataque cardíaco fatal

Um lendário playboy italiano morreu aos 63 anos enquanto fazia sexo com um turista de 23 anos. Maurizio Zanfanti, apelidado de Romeo de Rimini, alegou ter dormido com mais de 6 mil mulheres depois de se tornar famoso como promotor de boates numa cidade litorânea na década de 70. Ele estava entretendo um turista da Romênia na parte de trás de um carro, na terça-feira à noite (25), quando sofreu um ataque cardíaco fatal. A mulher chocada telefonou para os paramédicos, mas Zanfanti não pôde ser reanimado.

A mídia local disse que era assim que o homem, uma vez conhecido como o “amante de maior sucesso da Itália” gostaria de ir. “Zanza morreu depois de fazer o que fez de melhor – amar as mulheres”, relatou Il Resto Del Carlino, um jornal de Bolonha.

O prefeito de Rimini disse que a Itália perdeu “uma lenda da noite”.

Zanfanti começou sua ilustre carreira aos 17 anos em 1972, quando trabalhava em uma boate chamada Blow Up. O trabalho dele era conversar principalmente com turistas alemães e escandinavos na rua e persuadi-los a entrar. Com a pele cor de oliva, longas madeixas e um peito peludo, ele teve pouca dificuldade. Ele se gabou de que, em um verão bem-sucedido, ele poderia dormir com cerca de 200 mulheres.

Zanfanti passou seus invernos na Escandinávia trabalhando para agências de turismo. Suas façanhas ficaram tão famosas que algumas de suas amantes ergueram uma estátua de cera dele em uma cidade sueca. O “garanhão” também se tornou assunto de perfis de mídia e, em 1986, o jornal italiano L’Espresso nomeou Zanfanti “o amante de maior sucesso da Itália”.

Ele alegou ter seduzido uma vez uma jornalista francesa que o estava entrevistando. Há 2 anos, ele era um convidado de honra em uma boate Rimini quando um grupo de mulheres suecas que tinha visitado na década de 1980 viajaram para a reunião. Em sua última entrevista ao jornal alemão Bild, em 2014, ele anunciou a aposentadoria e disse: “Aos 59 anos, estou ficando velho demais para isso”.

Related posts

Comentários

Send this to a friend