Polícia reabre caso de brasileira desaparecida em CT

Foto21 Laelcira de Lima Polícia reabre caso de brasileira desaparecida em CT
Laelcira de Lima, de 55 anos, sofre de depressão e foi vista a última vez por familiares em 20 de outubro de 2018 (Foto: DPD)

A paraibana Laelcira de Lima, de 55 anos, foi vista pela última vez pelos familiares em 20 de outubro de 2017, em Danbury (CT)

Na segunda-feira (4), o Departamento de Polícia de Danbury (DPD) divulgou nas redes sociais o reinício da busca por Lacelcira de Lima, de 55 anos, natural da Paraíba, moradora em Danbury (CT). Ela foi vista a última vez por familiares em 20 de outubro de 2017, quando disse que iria à uma loja de departamentos pegar alguns remédios. O Honda vermelho dirigido por ela foi encontrado vazio no estacionamento do Putnan Diner, em Patterson (NY), pouco mais de 2 semanas depois, em 7 de novembro de 2017.

Na ocasião do desaparecimento, a brasileira trajava uma camiseta preta e calças jeans. As informações são do Danbury CT Patch.

. Entenda o caso:

Em 7 de novembro de 2017, foi encontrado o Honda Accord 2006 pertencente à Laelcira de Lima, natural da Paraíba, de 55 anos, moradora na cidade de Danbury (CT), que está desaparecida desde 20 de outubro do mesmo ano. O veículo foi encontrado depois que o dono do restaurante em que ele estava estacionado resolveu perguntar aos funcionários se o automóvel pertencia a algum deles. A confusão ocorreu porque um dos funcionários do estabelecimento, situado em Patterson (NY), possui um carro igual ao da brasileira desaparecida.

O local fica em meio a uma região arborizada e faz divisa com o estado de Connecticut. A polícia vasculhou o local, mas não encontrou vestígios de Lima. Patterson (NY) fica localizada a 12 milhas (19 Km) de Danbury (CT). O carro foi rebocado de volta a Connecticut, onde foi submetido à perícia pelos investigadores locais.

. Família vive o drama:

Os parentes de Laelcira de Lima, moradora em Danbury (CT), ainda buscam pelo paradeiro dela. Em 20 de outubro de 2017, a brasileira teria dito que iria a uma filial do Wal-Mart na região, e, desde então, não regressou a casa. Ela é casada, mãe de 3 filhos e sofre de depressão, entretanto, na ocasião do desaparecimento não teria tomado os remédios.

O marido de Laelcira, Josmar Ferreira, detalhou que a esposa teria saído de casa sem levar pertence algum, como bolsa, aparelho celular, a chave da casa ou peças de roupa. Ele a descreveu como uma mãe zelosa, trabalhadora e companheira. O casal e os filhos vivem nos Estados Unidos há 17 anos.

No dia do desaparecimento, Lima trajava calças jeans, blusa preta e digiria um Honda Accord 2016, placa AC-98150, emitida em Connecticut. A polícia local foi contatada e os detetives iniciaram uma investigação na busca do paradeiro da brasileira. Um panfleto sobre o desaparecimento de Laelcira também foi postado no Facebook.

. Grupo de ajuda:

A Fundação João José Santos foi criada em homenagem ao imigrante português João José Santos, que perdeu a luta contra a depressão. Com frequência, a entidade realiza palestras e organiza grupos de apoio, em língua portuguesa, sobre o tema. Mais informações sobre a João José Santos podem ser obtidas através do website: www.thejohncharitable.or

Qualquer informação que leve ao paradeiro de Laelcira de Lima pode ser enviada ao Departamento de Polícia de Danbury através do tel.: (203) 797-4611 ou da Anonymous Tips Line: (203) 790-8477.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend