“Policial do mês” é acusado de dirigir bêbado e matar pedestre

Foto31 Jake Pascucci “Policial do mês” é acusado de dirigir bêbado e matar pedestre
Jake Pascucci alegou que o sinal estava verde para ele e Karen ignorou o tráfego

Jake Pascucci atropleu fatalmente Karen Borkowski quando ela atravessava a rua

Um polícia que dirigia fora do horário de trabalho em Long Branch estava supostamente bêbado quando atropelou e matou uma mulher que cruzava a rua, segundo as autoridades. Na quinta-feira (16), o Departamento de Polícia de Long Branch acusou Jake Pascucci, de 28 anos, de dirigir intoxicado, além das acusações anteriores de dirigir com negligência e descuido apresentadas contra ele no atropelamento fatal de Karen Borkowski, de 66 anos, em 22 de setembro.

A mulher atravessava a esquina da Ocean Boulevard com a Broadway, aproximadamente às 8:15 da noite, para ir à uma filial da CVS para comprar algumas bandagens quando foi atingida pelo Jeep 2016 conduzido por Jake, segundo o marido da vítima e a polícia. O policial disse no local do acidente que o sinal estava verde para ele e que Borkowski ignorou o tráfego, segundo o vídeo gravado pela câmera da viatura policial.

“Ela caminhou bem na minha frente, ignorando o tráfego”, pode-se escutar o policial no vídeo. “Eu tinha a luz verde, seguindo nessa direção, sentido sul. Ela caminhou bem na minha frente”.

O boletim inicial de ocorrências policiais (BO), preenchido pelo Departamento de Polícia de Long Branch, não indicava a velocidade do carro de Pascucci no momento do acidente. A ação apresentada na quinta-feira o acusa de dirigir intoxicado. As autoridades não divulgaram o resultado do teste do bafômetro feito pelo policial. O Chefe de Polícia Jason Roebuck informou que ainda estão sendo debatidas as decisões com relação ao vínculo empregatício do policial, uma decisão que poderá ser tomada ainda na semana que vem.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend