Policial é acusado de estuprar motorista indocumentada em Maryland

Foto25 Ryan Macklin Policial é acusado de estuprar motorista indocumentada em Maryland
O policial Ryan Macklin é acusado de estupro em 1º grau, estupro em 2º grau, ato pervertido, agressão em 2º grau e abuso sexual em 4º grau

O agente de polícia Ryan Macklin foi preso e afastado da função sem direito a pagamento

Um policial de Maryland está enfrentando várias acusações criminais depois que ele supostamente estuprou uma mulher durante uma parada no trânsito na semana passada. A suposta vítima é uma imigrante indocumentada.

O agente Ryan Macklin foi designado para o Departamento de Polícia do Condado de Prince George antes de sua prisão, em 15 de outubro, segundo um comunicado de imprensa emitido do departamento. Macklin, um veterano de 6 anos na função, foi preso e suspenso sem remuneração.

“Ele não é mais um policial. Ele não pode atuar como policial. Seus poderes policiais foram suspensos”, disse a porta-voz do departamento, Jennifer Donelan, em entrevista coletiva. Ela também disse que o distintivo, a arma e o carro da polícia de Macklin foram confiscados.

O estupro teria ocorrido na madrugada de quinta-feira, 11 de outubro, quando Macklin, que estava de serviço na época, “parou a motorista” e foi “acusado de forçar a vítima a realizar um ato sexual enquanto ambos estavam sentados em seu carro em um estacionamento próximo”, diz o comunicado. Vídeo de vigilância, instalado dentro de um restaurante, divulgado pela polícia, mostra Macklin acendendo as luzes de emergência da viatura de polícia antes de parar o carro da vítima.

O chefe da polícia do Condado de Prince George, Hank Stawinski, relatou à imprensa local que, aparentemente, Macklin atacou aleatoriamente a mulher, que denunciou o caso “várias horas” depois que o incidente ocorreu. “A investigação levou-me a acreditar, com base na declaração da vítima, relatos de testemunhas, a totalidade das circunstâncias, que ele viu essa pessoa e optou por vitimá-la simplesmente porque ela era uma mulher dirigindo tarde da noite no Condado de Prince George. Não há nada que nos leve a concluir que houve algo a mais”, disse Stawinski.

Fontes “próximas da investigação” disseram ao canal local WRC-TV que a suposta vítima é uma imigrante indocumentada. Stawinski não confirmou se a mulher estava no país ilegalmente, mas acrescentou que o crime afetou a “comunidade latina”. Ele também disse que os investigadores “acreditam que pode haver mais pessoas impactadas pela conduta desse oficial”.

Macklin enfrenta 5 acusações: “estupro em 1º grau, estupro em 2º grau, ato pervertido, agressão em 2º grau e abuso sexual em 4º grau”, segundo o comunicado de imprensa da polícia. Caso o réu seja considerado culpado deste crime e outros semelhantes, ele será condenado e cumprirá pena.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend