Professor é preso ao tentar fazer sexo com jovem de 14 anos

Foto2 Lazaro Benito Rocha Professor é preso ao tentar fazer sexo com jovem de 14 anos
Lázaro Benito Rocha, de 26 anos, respondeu a um anúncio online postado por um policial disfarçado (Foto: Penitenciária do Condado de Nueces)

Lázaro Benito Rocha, de 26 anos, enviou mensagens eróticas e foto dos órgãos genitais a um policial disfarçado de adolescente

O professor de uma escola católica foi preso ao tentar fazer sexo com um policial que fingia ser uma adolescente de 14 anos. Conforme as autoridades, ele teria dito à jovem que queria manter relações íntimas com ela sobre “a mesa dele na sala de aula”. O réu Lázaro Benito Rocha, de 26 anos, diretor de música do St. Peter, Prince of the Apostles Catholic Church, em Corpus Christi (TX), foi preso na quinta-feira (9) sob a suspeita de solicitar online uma menor de idade e mostrar material danoso a um menor, conforme a ordem de prisão emitida contra ele.

Rocha respondeu a um anúncio online postado por um policial disfarçado e tinha consciência das possíveis consequências que ele enfrentaria, postando que “qualquer pessoa maior de 18 anos pode se envolver em problemas se for encontrada com alguém da sua idade”. O policial disfarçado parou de responder nesse ponto, entretanto, Lázaro contatou o policial no dia seguinte.

“Eu não estou reclamando”, postou o professor. “Você está?”

Depois de pedir o número do telefone celular da adolescente, Rocha enviou uma foto de seus órgãos genitais e perguntou à suposta jovem se ela havia perdido a virgindade, antes de sugerir atos sexuais, conforme documentos apresentados na Corte.

“Durante as mensagens, Rocha citou que ele tinha 26 anos de idade e era professor”, relataram os documentos. “Rocha afirmou que ele queria fazer sexo com a jovem de 14 anos de idade na sala de aula dele”.

O porta-voz da Diocese de Corpus Christi informou à imprensa local que Rocha, professor em tempo parcial na St. Peter, Prince of Apostles Church, não trabalhava mais naquela diocese. Além disso, Lázaro não retornará mais a Word Academy, também em Corpus Christi, onde ele era professor de música na escola elementar. Ele havia passado na investigação de antecedentes criminais e teste de drogas antes de ser contratado, segundo o presidente da escola.

Rocha, que pagou a fiança de US$ 110 mil no domingo (12), estava na escola quando enviou as mensagens e o veículo dele não saiu do prédio durante esse tempo, detalharam os documentos apresentados ao tribunal.

Related posts

Comentários

Send this to a friend