Protótipos de muro na fronteira custam US$ 3 milhões e serão demolidos

Foto6 Prototipos na fronteira Protótipos de muro na fronteira custam US$ 3 milhões e serão demolidos
Os protótipos serão “demolidos gradualmente” e o material será reciclado através do processo de moagem

Em abril de 2017, o CBP assinou contratos que totalizaram mais de US$ 3 milhões por 8 protótipos de 6 companhias diferentes

Agentes da Patrulha da Fronteira (CBP) em San Diego (CA) iniciarão a demolição dos protótipos dos muros que a administração Trump planeja construir ao longo de toda a fronteira entre os EUA e México. “Neste momento, nós aprendemos bastante, mas necessariamente não temos mais um propósito ou utilidade para eles, portanto, iniciaremos o processo de demolição”, diz o comunicado.

Em abril de 2017, o CBP assinou contratos que totalizaram mais de US$ 3 milhões por 8 protótipos de 6 companhias diferentes. O órgão completou os testes e avaliações em outubro de 2018.

As autoridades detalharam que, embora o CBP esteja proibido pelo Congresso de os protótipos na maioria dos projetos de muros novos, as estruturas foram testadas e avaliadas para validarem projetos posteriores.

“Essa decisão judicial não nos impede de aprender com esses protótipos”, informou o CBP.

Métodos anteriores de construção, como solidez interna (dentro das barras de aço) e estruturas que impedem a escalada foram validadas nos testes, detalharam as autoridades.

“Estas não são coisas que a linguagem do Congresso necessariamente proíbe e são itens que pudemos acrescentar em nossas técnicas”, acrescentou.

Alguns artigos revelaram que os protótipos não se saíram bem nos testes conduzidos por especialistas, embora os resultados não tenham sido revelados ao público.

Tais protótipos fazem parte do plano de reposição das barreiras em San Diego (CA), que começou em meados de fevereiro. O CBP teve as opção de deixar os protótipos intactos e construir em volta deles, mas o órgão decidiu que a cerca de aço é “o modelo mais eficiente para aquela localidade”.

Os protótipos serão “demolidos gradualmente” e o material será reciclado através do processo de moagem e utilizado num projeto de construção secundário em San Diego. Nenhuma das 6 companhias contratadas para a construção dos protótipos está construindo partes do muro na fronteira sul dos EUA, segundo o CBP.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend