Republicanos tentam acordo migratório para suspender paralização do governo

Foto7 Lindsey Graham Republicanos tentam acordo migratório para suspender paralização do governo
Os senadores republicanos se reuniram privadamente no escritório do Senador Lindsey Graham

Os senadores republicanos planejam privadamente fechar um acordo com os senadores democratas

Durante o risco de uma paralização prolongada do governo federal, senadores republicanos planejam privadamente fechar um acordo com os senadores democratas. Tal acordo concederia verba para o muro do Presidente Donald Trump, mas também incluiria medidas há muito tempo buscadas pelos democratas, segundo fontes.

Depois que Trump saiu abruptamente de uma reunião na Casa Branca com congressistas líderes, os senadores republicanos reuniram privadamente no escritório do Senador Lindsey Graham, na quarta-feira (9), para discutirem uma forma de resolver o impasse. A ideia: Propor um acordo migratório que inclua os US$ 5.7 bilhões para o muro na fronteira de Trump, assim como várias medidas que agradariam os democratas.

Essas medidas incluiriam mudanças que ajudariam os jovens beneficiados pelo programa “Deferred Action for Childhood Arrivals” (DACA), assim como os imigrantes naturais de El Salvador e outros países impactados pelo programa “Status de Proteção Temporária” (TPS), além de modificações nos vistos H-2B. Tal plano ainda está em fase inicial, portanto, a possibilidade de sucesso ainda é bastante incerta, alertaram os republicanos.

Os senadores republicanos compartilharam a ideia com o conselheiro sênior da Casa Branca, Jared Kushner. Ele respondeu se os congressistas apresentarem uma proposta que inclua a verba para o  muro de Trump e seja aprovada pelo Senado, a Casa Branca poderia estar mais aberta para discutir o assunto. Não é claro se Trump concordaria com tal plano. Os senadores republicanos Lindsey Graham, da Carolina do Sul, Susan Collins, do Maine, Thom Tillis, da Carolina do Norte, Lamar Alexander, do Tennessee, Rob Portman, de Ohio, e Lisa Murkowski, do Alasca discutiram o plano na quarta-feira (9). Vários deles planejam propor a ideia aos democratas na tentativa de conseguir apoio suficiente para acabar com o impasse.

Ainda é muito pouco provável se tal plano poderia reabrir 1 quarto do governo, que está fechado pela 3ª semana. Entretanto, devido à falta de diálogo entre Trump e os líderes democratas, os senadores republicanos que, talvez, seja a única opção em vista para a paralização governamental.

“Eu quero descobrir uma forma para que possamos reabrir rapidamente”, disse Murkowski a caminho do escritório de Graham.

Perguntada se estava satisfeita sobre com o resultado do almoço entre os senadores republicanos e Trump, na quarta-feira (9), ela respondeu que gostaria que houvesse “mais clareza” sobre como terminar a paralização.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend