Réu tenta anular confissão, mas pega 18 anos

Foto17 Manuel A. Pereira 1 Réu tenta anular confissão, mas pega 18 anos
Manuel A. Pereira tentou cancelar a confissão feita em setembro de 2016

Manuel A. Pereira foi condenado por estuprar uma menina de 11 anos

Na sexta-feira (8), o réu Manuel A. Pereira, de 52 anos, morador em Jersey City, que havia confessado ter estuprado uma menina de 11 anos, foi sentenciado a 18 anos de detenção depois que a juíza se recusou a anular a confissão. O crime ocorreu em outubro de 2015 e ele deverá cumprir toda a pena antes de se tornar elegível para liberdade condicional, informou o porta-voz da Promotoria Pública do Condado de Hudson, Ray Worrall. As informações são do portal NJ.com.

Em fevereiro de 2016, um grupo de jurados acusou Pereira de agressão sexual com agravantes envolvendo um menor de 13 anos, contato sexual criminoso e 4 outras acusações. Em 28 de setembro do mesmo ano, ele assumiu a culpa com relação à acusação de agressão sexual com agravantes enquanto os jurados estavam sendo escolhidos para acompanhar o julgamento. Em 30 de junho, o réu estava agendado para ser condenado a 18 anos de prisão, mas disse a Juíza da Corte Superior do Condado de Hudson Martha Royster que ele queria anular a confissão.

Para cancelar a confissão, Pereira deveria ter mostrado, em parte, que seguir em frente com a confissão representaria a “manifestação de injustiça”. As tentativas de anulação de confissões raramente são aceitas e na sexta-feira (8), Martha se recusou a cancelar a confissão do réu.

Além da sentença, Manuel deverá ser registrado como predador sexual para o resto da vida conforme determina a Megan’s Law. A pena dele expirará em outubro de 2033.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend