Schumer para Trump: “Você não terá o seu muro”

Foto12 Chuck Schumer  Schumer para Trump: “Você não terá o seu muro”
“Não há votos suficientes para um muro caro patrocinado pelos contribuintes. Sendo assim, Presidente Trump, você não terá o seu muro”, disse Schumer

Na quinta-feira (20), a Câmara acrescentou mais de US$ 5 bilhões para a construção de um muro na fronteira dos EUA com o México

Na sexta-feira (21), durante um discurso proferido no salão do Senado, o líder da minoria Chuck Schumer disse abertamente que os senadores democratas não apoiarão a proposta de orçamento que inclui US$ 5 bilhões que o Presidente Donald Trump tem exigido para a construção de um muro ao longo da fronteira dos EUA com o México. Após inicialmente ter anunciado o apoio dele à proposta que impediria por 2 semanas a paralização do governo e que provia somente US$ 1.6 bilhão para a construção do muro, na quarta-feira (19), Trump mudou de opinião devido a influência da base eleitoral dele e reiterou a ameaça de paralisar o governo ao menos que as exigências de verba sejam satisfeitas.

Em resposta à mudança de opinião de Trump, na quinta-feira (20), a Câmara dos Deputados acrescentou mais de US$ 5 bilhões de verba para a construção do muro na proposta que impede a paralização durante 7 semanas e a enviou ao Senado, onde Schumer prometeu que não passará devido a oposição unânime por parte dos legisladores democratas.

“Daqui a pouco tempo, o Senado fará parte de um exercício sem fundamento para demonstrar aos nossos colegas na Câmara e o Presidente  aquilo que todos já sabem. Não há votos suficientes para um muro caro patrocinado pelos contribuintes. Sendo assim, Presidente Trump, você não terá o seu muro”, disse Schumer. “Abandone a sua estratégia de paralização. Você não terá o seu muro hoje, semana que vem ou em 3 de janeiro, quando os democratas tomarão o controle da Câmara”.

Schumer culpou Trump pela iminente paralização, citando os comentários anteriores do Presidente de que ele “teria orgulho” de paralisar o governo no esforço de cumprir a promessa de campanha dele de construir o muro.

O líder da maioria Mitch McConnell subiu ao pódio depois de Schumer para defender o aumento da segurança na fronteira. Citando o aumento recente nos tráficos humano e de drogas, McConnell considerou a situação na fronteira sul do país uma “crise” e retoricamente se quaisquer dos seus colegas democratas foram dormir à noite com a porta da frente da casa deles abertas.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend