Sotaque “errado” resulta na prisão de motorista em MA

Foto5 Sergio Alvarado Sotaque “errado” resulta na prisão de motorista em MA
O ICE emitiu um mandado de detenção em nome de Sérgio Alvarado

O guatemalteco Sérgio Alvarado fingiu ser porto-riquenho para obter a carteira de motorista

Um imigrante na cidade de Framingham (MA) que usou durante uma década um nome falso para obter a carteira de motorista enfrenta várias acusações e a deportação, depois que um policial observador percebeu o sotaque “estranho” dele. O agente Francis Torres prendeu Sérgio Alvarado, de 32 anos,  depois de pará-lo na Waverly Street, as 7:15 da noite, porque os vidros fumê do carro eram escuros demais, segundo o boletim de ocorrências policiais (BO) apresentado na Corte Distrital de Framingham, na sexta-feira (4).

Quando Sérgio entregou o documento ao policial, Torres, que é treinado na identificação de documentos falsos, reconheceu que o número do Seguro Social era de alguém natural de Porto Rico, que ele anotou no BO é bastante comum entre aqueles que tentam obter de forma fraudulenta carteiras de motorista. Enquanto Torres conversava com Alvarado, ele percebeu algo diferente na voz do motorista.

“Eu sou fluente no idioma espanhol e percebi que ele não tinha sotaque porto-riquenho”, escreveu Torres no BO.

O policial retornou à viatura e telefonou para a Polícia Nacional Porto-Riquenha. Ele informou o número do Seguro Social e minutos depois recebeu através de e-mail a fotografia da pessoa verdadeira para quem o número havia sido emitido. Não era Alvarado, relatou Torres.

“Eu disse ao homem que estava sentado dentro (do automóvel)  que sabia que ele estava mentindo”, escreveu o policial.

O motorista então lhe confessou o nome verdadeiro e que era natural da Guatemala.

“Alvarado declarou que dirigiu sem a carteira de motorista por muitos anos e, então, precisava obter o documento falso”, escreveu Torres.

Sérgio disse que utilizou o número falso no Departamento de Registro de Veículos Auto Motores (DMV) para adquirir uma carteira verdadeira. Ele se recusou a dizer ao policial onde havia conseguido o número do Seguro Social, conforme o BO.

Quando a polícia revistou Alvarado, foi descoberto um cartão de crédito de um banco local no nome falso. As autoridades também descobriram que ele estava em situação migratória irregular nos EUA. O carro também estava registrado no nome falso.

A polícia acusou Alvarado de roubo de identidade, fraude envolvendo cartão de crédito e dirigir com uma carteira de motorista suspensa. Além disso, ele foi acusado de dirigir com vidros fumês escuros demais, equipamento do veículo defeituoso e violação da placa do carro. O Departamento de Imigração (ICE) também emitiu uma ordem de prisão em nome de Alvarado.

Durante a audiência do réu na sexta-feira (4), o Juiz David Cunis determinou a fiança de Sérgio em US$ 1 mil. Caso pague a multa, ele será imediatamente detido pelo ICE.

 

Sobre o autor

O jornalista Leonardo Ferreira é formado em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA, sediada no Rio de Janeiro - RJ.

Related posts

Comentários

Send this to a friend