HP Slate: Primeiro concorrente do iPad

Desde que a Apple anunciou o iPad, este se tornou um dos principais assuntos nos sites e blogs sobre tecnologia, e entre os assuntos está a falta de opções no tablet da Apple, algo que já comentei aqui anteriormente.

Na última semana, falei sobre os possíveis concorrentes do iPad e o que eles deveriam apresentar para superar o produto da Apple, e é exatamente isso que a HP está preparando.

O Slate, como é denominado o tablet da HP, foi apresentado pela primeira vez por Steve Ballmer durante a abertura da CES 2010. Desde então, poucas informações foram obtidas sobre o produto, pelo menos até agora.

O Blog espanhol Clipset publicou alguns detalhes sobre o primeiro concorrente do iPad, incluindo o seu valor, que será aproximadamente $500.00, o que o coloca entre um netbook e o iPad.

Segundo o Blog, o Slate será acompanhado de portas USB, leitor de cartões de memória, processador Atom (o mesmo que equipa a maioria dos netbooks) e câmera, que estranhamente será posicionada na parte de traz do aparelho, evitando assim que ele possa ser utilizado para conversas com vídeo, pelo menos ao utilizar a câmera embutida.

Em relação ao software, o Slate irá incluir o Windows 7, e é aqui que pode estar o problema principal, embora seja o melhor Windows já desenvolvido até o momento, o Windows 7 é um sistema criado para ser utilizado com teclado e mouse, mesmo possuindo alguns recursos que utilize telas sensíveis ao toque, portanto será necessário a criação de um software que facilite a interação com o sistema e softwares nele instalado utilizando apenas a tela, algo que a Apple já possui, e muito bom, devido à sua experiência com o iPphone.

Este ano será decisivo para este novo tipo de aparelhos, que visam ser um intermediário entre celulares e laptops e netbooks. A Apple possui um software incrível, mas precisa mais que um “iPhone gigante” com um valor absurdo para fazer a idéia decolar, a HP, como primeira concorrente da Apple neste setor, possui um Hardware interessante, mas pode sofrer com o Windows 7, a não ser que ela possua um software que facilite a utilização da tela.

A guerra promete ser boa, e no final quem sairá no lucro somos nós, consumidores. Mas até que primeira batalha esteja vencida, estarei observando de perto antes de fazer a minha escolha.

Related posts

Comentários

Send this to a friend