Traficantes podem pegar prisão perpétua em Newark

Foto1 Adalberto Garcia e Ramon Vega Traficantes podem pegar prisão perpétua em Newark
Adalberto Garcia (esq.) e Ramon Vega (dir.) poderão ser condenados entre 20 anos de detenção e prisão perpétua

Adalberto Garcia e Ramon Vega foram considerados culpados de distribuir narcóticos em toda zona norte da cidade

Um grupo de jurados em Newark considerou culpados dois réus em 17 acusações relacionadas ao tráfico de drogas, as quais os promotores públicos consideraram “uma grande operação” que distribuía narcóticos na zona norte da maior cidade de New Jersey. Adalberto Garcia, de 27 anos, e Ramon Veja, de 58 anos, foram condenados por conspiração, posse ilegal de drogas e distribuição de drogas, no início de dezembro, perante o Juiz da Corte Superior Martin Cronin, informou o promotor público interino do Condado de Essex, Robert D. Laurino.

Vega e Garcia foram presos na Clifton Avenue em agosto de 2016, em decorrência de uma investigação realizada pelo escritório do xerife do Condado de Essex. Os dois enfrentavam 30 acusações, incluindo intenção de distribuir drogas a 1 mil pés de distância de uma escola e várias outras envolvendo posse de drogas, incluindo ecstasy, oxycodone, tramadol, Xanax, cocaína e maconha. Os dois réus foram considerados inocentes de porte ilegal de drogas.

Adalberto e Ramon, que já possuíam antecedentes criminais, serão sentenciados em 13 de fevereiro e poderão pegar entre 20 anos de detenção e prisão perpétua.

“Está claro que os réus não vendiam narcóticos somente para os usuários de drogas, mas também para traficantes de drogas secundários. Tratava-se de uma operação ampla que distribuía narcóticos para toda a zona norte de Newark, New Jersey”, disse o promotor público assistente, Sean Dickson.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend