Trump compara muro na fronteira à “cerca” na casa de Obama

Foto10 Donald Trump Trump compara muro na fronteira à “cerca” na casa de Obama
“Eu concordo, totalmente necessário para a segurança deles. Os EUA precisam da mesma coisa, somente uma versão um pouco maior!” Postou Trump no Twitter

O Presidente fez a comparação através de uma postagem no Twitter

No domingo (30), o Presidente Donald Trump comparou a proposta dele da construção de um muro ao longo de toda a fronteira com o México a cerca em volta da residência de Barack e Michelle Obama em Washington-DC.

“O Presidente e a Sra. Obama construiu uma cerca de 10 pés de altura em volta da mansão deles em DC”, postou Trump no Twitter, na tarde de domingo. “Eu concordo, totalmente necessário para a segurança deles. Os EUA precisam da mesma coisa, somente uma versão um pouco maior!”

O casal Obama comprou uma residência no bairro de Kalorama em 2017 por US$ 8 milhões, após pagar aluguel durante 2 anos e meio. O website TMZ postou que eles estavam construindo uma espécie de cerca e publicou fotos da construção que pareciam ser de algumas colunas de tijolos. O projeto já foi concluído. Outra foto da residência publicada na revista Town & Country mostra um portão de metal e colunas de tijolos. Eles também acrescentaram guaritas para guardas.

Um porta-voz dos Obama evitou comentar o assunto, mas no livro de Michelle, “Becoming” (Tornando-se, em tradução livre), publicado em novembro, a autora escreveu que a afinidade de Trump com relação as teorias da conspiração falsas fizeram com que ela temesse pela segurança da família dela.

“E se uma pessoa com a mente instável, uma arma carregada, dirigir a Washington?” Escreveu ela. “E se essa pessoa procurar as nossas meninas? Donald Trump, com seus disparates irresponsáveis, estava colocando a segurança da minha família em perigo”.

A postagem de Trump no Twitter ocorreu depois da paralização parcial do governo que iniciou no sábado (22). Ele exige que o Congresso libere US$ 5 bilhões de verba para que os EUA construam um muro ao longo da fronteira sul. Ele ameaçou “fechar” a fronteira se a verba não for aprovada. Os congressistas democratas, que liderarão da Câmara dos Deputados quando retornarem a Washington-DC em janeiro de 2019, têm demonstrado pouco interesse na aprovação do dinheiro. A Porta-Voz Nancy Pelosi considerou o muro “imoral, ineficiente e caro; uma construção que Trump havia prometido especificamente que seria paga pelo México”.

Após o encontro com Trump no domingo (30), o Senador Lindsey Graham (R-SC) disse aos repórteres que “o presidente está otimista com relação a diversos assuntos”.

“Ele pensa que tem que cumprir a promessa de garantir a segurança em nossa fronteira”, disse Graham, acrescentando, “eles está disposto a combinar o patrocínio do muro com outras coisas que significam vitória ao país”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend