Trump diz que haitianos têm AIDS e nigerianos moram em cabanas

Foto5 Donald Trump 1024x792 Trump diz que haitianos têm AIDS e nigerianos moram em cabanas
Trump leu uma lista e reclamou que 15 mil imigrantes haviam chegado do Haiti. Eles “todos têm AIDS”, teria dito

O Presidente teria ficado enfurecido com o número alto de imigrantes dos dois países que entraram nos EUA

No sábado (23), o Presidente Donald Trump teria perdido a compostura e dito que todos os haitianos têm AIDS e debochou dos nigerianos. O incidente teria ocorrido durante uma reunião sobre imigração na Casa Branca. As informações são do jornal NY Daily News.

Trump bufou quando entrou na Sala Oval, falando à equipe responsável pela segurança nacional e criticando o número de imigrantes que entraram no país desde que ele assumiu a presidência. Ele comentou que parecia um bobo enquanto os números aumentavam e ele falhou em cumprir a promessa de campanha de diminuir o número de estrangeiros que entram nos EUA, relataram fontes ao jornal The New York Times.

Trump teria esbravejado com a equipe de segurança, lendo uma lista e reclamando que 15 mil imigrantes havia chegado do Haiti. Eles “todos têm AIDS”, teria dito.

Ele continuou a ler a lista, reclamando das 40 mil pessoas que chegaram da Nigéria. Elas nunca “voltarão para suas cabanas” na África, disse o Presidente, dois oficiais disseram ao The Times.

Trump explodiu com os funcionários e membros do gabinete, incluindo o Secretário de Estado Rex Tillerson, enquanto John Kelly, secretário do Departamento de Segurança Nacional (DHS), tentava acalmar os ânimos e estabelecer a ordem. A Casa Branca não negou a atmosfera hostil da reunião, mas insistiu que Trump nunca usou as palavras “AIDS” ou “cabanas”. Vários participantes da reunião disseram ao The Times que não se lembram do Presidente ter usado essas palavras e não acreditam que ele o tenha feito.

Frank Sharry, presidente executivo da ONG America’s Voice, disse que não se surpreenderia se tais comentários tivessem saído da boca do Presidente, argumentando que a agenda dele é motivada pelo racismo. “Ele está basicamente dizendo, ‘vocês pessoas de cor que vêm à América em busca do sonho americano são uma ameaça às pessoas brancas”, disse Sharry ao The Times.

Desde que assumiu o cargo, Trump tem pressionado a favor da diminuição do número de refugiados e imigrantes que são aceitos anualmente nos EUA.

Related posts

Comentários

Send this to a friend