As três fases do desenvolvimento humano

lair As três fases do desenvolvimento humanoAbsorção

Esta fase vai do nascimento até os 7 anos. É o período em que o cérebro funciona como uma esponja; não tem ainda capacidade cognitiva. Você está consciente, mas não está consciente de que está consciente.

Por exemplo, quem é criado na re­li­gião católica, provavelmente continua sendo católico. Quem nas­ceu numa família judia, é judeu; quem nasceu nu­ma família protestante, é protestante. Essa é uma re­gra geral, porque até os 7 anos, nós absorvemos a reli­gião, as pre­ferências, os preconceitos, etc. Nós absorvemos tudo, sem discussão.

Modelação

Essa fase costuma ir dos 7 aos 14 anos, mais ou menos. Nesse período, começamos a ques­tionar tudo mais intensamente.

Quando vamos deixando a infância e aos entrando na ado­les­cência, preparando-nos para a vida adulta, começamos a selecionar o que deve ser codificado em nossa mente. Nessa fase, começamos a dar menos importância ao que vimos e mais ao que pre­sen­ciamos. Deixamos de ser esponjas, de absorver pas­si­vamente o que nos é dito. Aprendemos a avaliar antes de acreditar.

Acontece que nos primeiros sete anos de vida, 99% dos nossos parâ­metros de avaliação já estão codificados em nossas mentes. É por isso que, como diz a música de Belchior, “nós ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais”.

Sua mãe diz para você não men­tir, mas você a surpreende mentindo para a vizinha. O que você pensa? — A sociedade tolera mentiras; eu também posso mentir. Seu pai o proibe de fumar, mas ele continua fumando. O que você pensa? — Não há problema algum em fumar; eu também posso fumar.

Na fase da modelação, o que vale é o exemplo. Eu costumo dizer: a palavra convence, o exemplo arrasta.

Socialização

Essa fase vai dos 14 até, mais ou menos, os 21 anos. É a fase em que o adolescente passa a preferir a companhia dos colegas à dos pais. Ele começa a evitar, por exemplo, o fim de semana na praia, com a família. E muitos pais ficam ressentidos com isso. Mas é uma característica dessa fase: o adolescente procura moldar sua própria personalidade. Ainda que, no fundo, repita muito do que fazem seus pais.

Teoricamente, a fase da socialização se completa aos 21 anos, mas só teoricamente. Eu conheço pessoas com 50 anos de idade, cujo pai já morreu, a mãe vive a 2.000 km de distância, e ainda não saíram de casa. Ou seja, continuam emocionalmente ligados aos pais e ao ambiente em que foram criados.

ConclusÃo

O mais importante são os sete primeiros anos de vida. É nessa fase que 95% da auto-estima de uma pessoa é lingüisticamente codificada.

Assim como 95% da auto-estima foi codificada lin­güis­ticamente, ela pode ser re­codificada lingüis­ti­camen­te. Somos animais lingüísticos, é a linguagem que nos diferencia dos outros seres e nos faz humanos. Somos humanos graças à linguagem. Então, usando a linguagem, podemos recodificar nosso cérebro.

 

Dr. Lair Ribeiro — Palestrante internacional, ex-diretor da Merck Sharp & Dohme e da Ciba-Geigy Corporation, nos Estados Unidos, e autor de vários livros que se tornaram best-sellers no Brasil e em países da América Latina e da Europa. Médico cardiologista, viveu 17 anos nos Estados Unidos, onde realizou treinamentos e pesquisas na Harvard Unversity, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University.

Webpage: www.lairribeiro.com.br

e-mail: [email protected]

Tel. 0-55-11-3889.0038

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend