Papai Noel de shopping

santa mal Papai Noel de shopping

(da série Profissões)

Papai Noel de shopping é uma ótima profissão. Trabalha só na época do Natal e descansa o resto do ano. Quer dizer, descansa se já estiver com a vida ganha. Não acredito que o faturamento de uns dias possa manter o bom velhinho por 12 meses. Por isso mesmo, talvez essa não possa ser considerada exatamente uma profissão, é mais um biscate, um extra para ajudar no orçamento doméstico. Ninguém pode viver só disso.

A atividade em si é tranquila, não requer muitas habilidades. O mais importante é a simpatia. O sujeito tem que ser alegre, divertido e gostar de distribuir sorrisos. Agora, precisa ter uma enorme dose de paciência, porque agüentar aquela gurizada gritando e reclamando não é fácil. Não precisa falar muito, nem decorar textos complicados, é só dizer “ho ho” quando aparecer alguma criança emburrada. O “physique du rôle” ideal para o papel é: fofo, bochechudo e com barba branca. Se for meio magro não tem problema, bota um travesseiro na barriga e pronto. Se for imberbe, usa uma barba postiça. O figurino é aquele clássico. Um pijama vermelho, com umas botas cano longo, uma toca também colorada e a tal barba postiça. Se a barba e o cabelo forem naturalmente brancos e abundantes, melhor. É só vestir o pijama e entrar em cena.

Se você estiver interessado no trabalho, a coisa funciona assim. Respire fundo, faça o sinal da cruz e se enfie dentro do pijama. O pessoal do shopping vai sentar você em um trono, no meio do Mall. Aí, é só ficar o dia inteiro tirando foto com as crianças e ouvindo o que cada uma quer de presente. Concorde com tudo, faça sinal de positivo, dê risadas e diga “ho ho” o tempo todo. Não precisa se preocupar com nada. Quem tem que cumprir as promessas são os pais, você sai de consciência tranqüila. E pode até se divertir um pouco, botando lenha na fogueira. Se algum guri pedir um brinquedo qualquer, recomende logo o vídeo game mais caro, último modelo e cheio de novidades. Não é você que vai pagar mesmo. Pra menina que quiser uma boneca, pergunte se ela não gostaria de um iPhone 4. E aí, quando ela arregalar os olhos, você já empurra a família toda: iPad, iPod, iMac… Se o pai começar a reclamar enfurecido, sorria e diga “ho ho”.

Ah sim, não esqueça de ir ao banheiro antes de começar a função. A coisa não pode parar. Não dá pra explicar pra um bando de crianças enlouquecidas que o Papai Noel foi fazer xixi e já volta.

 

Sobre o autor

Related posts

Comentários

Send this to a friend