Praia de nudismo geriátrica

marcelo Praia de nudismo geriátrica– Pode me explicar porque está usando óculos aqui, na praia de nudismo? Se a ideia é tirar tudo, tem que tirar os óculos também, querido.
– Vim de óculos pelo único motivo plausível, ou seja, para enxergar melhor as ondas e as palmeiras esvoaçando. Ninguém usa óculos pra ver pelanca e ruga. Masoquismo tem limite.
– Aproveita e usa os óculos para ver esse apêndice que você tem um palmo abaixo do umbigo. Mas não sei se consegue, talvez tenha que ir ao oftalmologista para um reforço nas lentes…

– Você fica falando de mim, mas está de óculos escuros.

– Nada mais apropriado para vir à praia.

– Com eles, eu não consigo saber para quem você está olhando. Nem por isso eu fico te patrulhando, né? Cada um cuida de si, ciúme não tem cabimento nem justificativa na nossa idade.

– Não subestime tanto nossa faixa etária. Repare que “sexagenário” começa com “sex”.

– Adeus às ilusões, querida. Na ativa, aqui, só o salva-vidas. Esse tem que ter até uns trinta, pois deve trabalhar bastante no resgate das baleias encalhadas. O coitado merece ganhar adicional de insalubridade – pelo trabalho de remoção de baleias e por expor os olhos a imagens que danificam a retina. Ou seja, gente como nós passando à frente dele o tempo todo. Imagina a tortura.

– Isso depende muito. Há jovens que adoram mulheres mais velhas.

– É muito Édipo envolvido…

– Sabe nada, queridão. Sabe nada…

– Não vamos discutir, isso já fazemos bastante em casa. Quer saber? O bom de frequentar lugares assim é que existem duas, e apenas duas, alternativas. Ou ninguém ri de ninguém, pois aquilo que o tempo faz com a gente não tem graça nenhuma, ou todo mundo ri de todo mundo. Eu, particularmente, prefiro a segunda opção.

– Bom, nisso a gente concorda. E acho que vai bem uma cervejinha pra rir um pouco… bora?

– Só se for sem álcool. O médico proibiu, lembra?

Related posts

Comentários

Send this to a friend