Acusados de matar brasileiro serão julgados como adultos

Foto5 Roger Trindade  Acusados de matar brasileiro serão julgados como adultos
Roger Thomé Trindade morreu após ser agredido na Flórida
Foto5 Simeon Hall Acusados de matar brasileiro serão julgados como adultos
Simeon Hall continua detido sem direito à fiança
Foto5 Jesse Sutherland 846x1024 Acusados de matar brasileiro serão julgados como adultos
Jesse Sutherland também será julgado como adulto

Simeon Hall e Jesse Sutherland são acusados de agredir fatalmente Roger Trindade

O segundo adolescente acusado de matar Roger Thomé Trindade, de 15 anos, aluno da Winter Park High School, na Flórida, será julgado como adulto. O réu Simeon Hall, de 16 anos, atacou outro adolescente pouco mais de 1 ano após ser acusado na morte do brasileiro. Ele estava em prisão domiciliar quando a segunda agressão aconteceu nesse mês. As informações são do canal de TV WOLF Fox 35 e do jornal Orlando Sentinel.

O Departamento de Polícia de Winter Park detalhou que Jesse foi identificado como quem atacou o segundo jovem causando ferimentos sérios na cabeça da vítima. Ele foi preso novamente e acusado de agressão com agravantes. Na quarta-feira (18), a Promotoria Pública Estadual retirou o caso do Juizado de Menores (Juvenile Court) para que o réu seja julgado como adulto. Ele está detido sem direito à fiança e a audiência preliminar ocorreu na manhã de quinta-feira (19).

O segundo réu, Jesse Sutherland, também de 16 anos, é acusado da morte de Trindade e de agredir outro adolescente em outubro de 2016. Ele e Hall serão julgados como adultos no caso do brasileiro. Roger foi brutalmente agredido quando estava no Winter Park com amigos e teve os aparelhos que o mantinham vivo desligados após 2 dias de coma em 17 de outubro de 2016. A porta-voz da Promotoria Pública do Condado de Orange-Osceola, onde os promotores tomaram a decisão de transferir os casos para o sistema penal de adultos, evitou explicar o porquê da transferência.

“Trata-se de um caso em aberto, portanto, não posso comentá-lo”, disse Eryka Washington.

Jesse e Simeon tinham ambos 15 anos de idade em 15 de outubro de 2016, na noite em que Roger foi encontrado inconsciente na Park Avenue. A lei da Flórida permite que os promotores decidam julgar réus de 14 e 15 anos como adultos tendo como base 19 tipos de crimes, incluindo homicídio. Além disso, a lei não determina prazo para a transferência dos casos.

A imprensa local identificou ambos os réus pelos nomes porque eles estão sendo julgados agora como adultos. Um terceiro adolescente detido com relação ao caso, acusado de tentar adulterar as pistas e agressão, ainda está sendo julgado como menor de idade. Ele não apelou as acusações e não há planos para retirar o caso do Juizado de Menores, detalhou Washington.

A Juíza Jeanette Dejuras Bigney, do Condado de Orange, determinou a fiança de Jesse em US$ 7.600 após ouvir o pai do réu e o agente responsável pela liberdade condicional.

“Esse menino não representa perigo à comunidade, ele não representa risco de fuga”, alegou a advogada de defesa Danielle Barbato, chefe da Divisão Juvenil da Defensoria Pública de Orange-Osceola.

“Roger, aluno do programa International Baccalaureate da Winter Park High School, mudou-se com os pais para os EUA menos de 1 ano antes de ser assassinado. Desde o seu falecimento os pais do adolescente retornaram ao Brasil.

“O que eu vejo é que esses adolescentes estavam em Winter Park fazendo muita bagunça e ninguém pensava que eles fossem violentos”, disse Adriana Thomé, mãe da vítima, através de um e-mail na terça-feira (17). “A realidade é que eles são perigosos”.

. Entenda o caso:

Na noite de 15 de outubro de 2016, um terceiro adolescente estava lançando spray com um líquido de cheiro desagradável nos assentos dos colegas de brincadeira. Eles viram Roger em companhia de um amigo e, embora não os conhecessem, resolveram borrifar o líquido neles. O terceiro adolescente e um amigo correram e Roger e o amigo dele os seguiram. As vítimas não tentaram agredi-los ou fizeram qualquer tipo de ameaça, mas o terceiro amigo ligou para outro e informou que, talvez, fosse se envolver em uma briga. Jesse e Simeon, que escutaram a ligação, correram até o local e começaram a esmurrar Roger e o amigo dele, segundo documentos na Corte.

Em questão de minutos, Roger e o amigo caíram ao chão e os outros adolescentes correram. Um médico legista determinou que a morte de Roger era homicídio causada por trauma na cabeça. Jesse, Simeon e o terceiro adolescente foram presos em dezembro de 2016, meses após de especulações sobre o que havia acontecido. Os adolescentes foram liberados no início de janeiro para esperar o julgamento em casa. O terceiro adolescente retornou à escola e Jesse e Simeon assistem às aulas online da Escola Virtual da Flórida.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend