Brasileira aplica golpe da carteira e lesa dezenas de imigrantes

Foto24 Christine Krynski Brasileira aplica golpe da carteira e lesa dezenas de imigrantes
Christine Krynski teria sido vista num estacionamento na área comercial em Framingham (MA) e foi fotografada por uma de suas supostas vítimas (Foto: Redes sociais)

Christine Krynski alegava conhecer “pessoas lá dentro”, em filiais do DMV em Connecticut e Maryland

Na tentativa desesperada de obter a carteira de motorista, dezenas de imigrantes brasileiros moradores em Massachusetts puseram a esperança de obter o documento nas mãos de Christine Krynski. Ela alegava conhecer “pessoas lá dentro”, em filiais do Departamento de Veículos Auto Motores (DMV) em Connecticut e Maryland; pois ambos concedem carteiras para todos os residentes nos estados, independente do status migratório. Ela teria cobrado o total de US$ 1.400 dos imigrantes, sendo US$ 350 no início do processo, US$ 700 na conformação do agendamento junto ao DMV e US$ 350 no recebimento do documento. Entretanto, nenhum deles recebeu a tão sonhada carteira. As informações são do blogger e jornalista Jehozadak Pereira: (https://mundoyes.com/golpista-lesa-trabalhadores-com-promessa-de-carteira-de-motorista/).

“Para mim e minha família ela contou um monte de histórias e prometeu outras tantas coisas, sempre no sentido de nos passar a perna. Para ‘confirmar’ a sua história ele me colocou para falar com um brasileiro que confirmou o trabalho dela”, relatou uma brasileira residente em Massachusetts, que falou com a condição de anonimato ao website MundoYes.com. Ela acrescentou que, somente na família dela, o prejuízo foi de US$ 4.3 mil, pagos através de depósitos bancários online.

“A Christine esteve na minha casa, comeu da minha comida e se fez passar por minha amiga para lesar a mim, minha família e outras pessoas. Com o passar do tempo foi ficando evidente que havíamos caído em um golpe e que teríamos de volta o nosso dinheiro”, afirmou a vítima. Por mensagens de WhatsApp, Christina alegou doenças e dificuldades financeiras e que iria devolver o dinheiro de todos, e para isto estava buscando obter um empréstimo bancário.

. Ameaças aos clientes:

Quando foi pressionada a devolver o dinheiro recebido pelos clientes, Christine teria dito que poderia denunciá-los às autoridades migratórias (ICE), se a polícia fosse alertada sobre o caso. Indignadas, as pessoas tentaram contatá-la através do WhatsApp, mas não obtiveram resposta.

Aproximadamente, há 2 duas semanas, Krynski teria sido vista num estacionamento na área comercial em Framingham (MA) e foi fotografada por uma de suas supostas vítimas. Na ocasião, quando confrontada, ela alegou que não “se recordava” da pessoa. A brasileira entrou num carro com placa da Pensilvânia e foi embora. Posteriormente, uma verificação da placa do veículo revelou que ele estaria registrado em nome de um homem de 105 anos. Além disso, a conta bancária nas quais foram feitos os depósitos pelas vítimas foi encerrada.

Apesar de tentar reaver o dinheiro e denunciar Christine nas redes sociais, os brasileiros lesados temem represálias e, portanto, preferem manter-se no anonimato em virtude do status migratório irregular nos EUA.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend