Brasileiro diz que processará Eduardo Costa por humilhação em show

Foto16 Marcelo Silva Brasileiro diz que processará Eduardo Costa por humilhação em show
“Ele não pode fazer isso, tem que respeitar as pessoas e eu quero mostrar que aqui nos EUA nós somos reconhecidos e a lei está do nosso lado”, afirmou Marcelo Silva
Foto17 Eduardo Costa Brasileiro diz que processará Eduardo Costa por humilhação em show
“Me excedi na forma, mas foi por um bem maior”, disse Eduardo Costa em postagem no Facebook

Marcelo Silva relatou que o cantor sertanejo teria dito-lhe para ficar quieto ou ele teria o mesmo tratamento recebido por “Miltinho”

O “barraco” ocorrido durante o show do cantor Eduardo Costa em Danbury (CT), aparentemente, parará nos tribunais dos EUA. Além de “Miltinho”, natural de Minas Gerais, que foi arrastado para fora do evento por seguranças no local, o entregador de móveis, Marcelo Silva, alega também ter sido alvo indireto do artista sertanejo. As informações são do jornal Brazilian Times.

Silva mora há 15 anos nos EUA e relatou que Eduardo Costa parou a música e teria mandado a plateia olhar para Miltinho, dizendo que ele estava “fazendo gracinha”.

. Consumo de álcool:

Durante entrevista ao BT, Marcelo disse que conhecia Miltinho e reconheceu que o colega havia “exagerado” na bebida alcóolica, caindo em cima de algumas pessoas no show. “Eu sou amigo dele e percebi que ele estava um pouco alterado, pois tinha exagerado na bebida. Mas ele é uma pessoa boa e querida na comunidade”, disse ele. “Enquanto isso, eu me aproximei do meu amigo e pedi para ele ficar quieto e ir sentar”.

. Ameaças:

Marcelo relatou que, enquanto ajudava o amigo, Eduardo Costa teria dito-lhe para ficar quieto ou ele teria o mesmo tratamento recebido por Miltinho. “Ele mandou eu ficar pianinho e disse que iria fazer a mesma coisa comigo e mandar bater em mim da mesma maneira que mandou bater em Miltinho”, disse Silva. “Eu fui a vários shows e eventos e nunca vi os seguranças baterem em ninguém. O segurança do Eduardo arrastou Miltinho, rasgou as roupas dele e ainda deu uns tapas quando chegou do lado de fora do local”, afirmou.

. Esposa é chamada de “gostosa”:

Além disso, Silva alega que o cantor sertanejo ofendeu a esposa dele, chamando-a de “gostosa”. Ele acrescentou que Eduardo Costa teria comentado ainda no início da apresentação que esteve antes numa “bebedeira” e, portanto, quase não comparecia ao show. Assim como Miltinho, Marcelo relatou que o artista também estava intoxicado.

“Durante a sua apresentação ele ainda ingeriu uns dois shots (doses) de bebida quente, possivelmente Tequila”, relatou Silva. “Ele também estava aletrado (bêbado)”.

. Preconceito contra imigrantes:

Marcelo citou ao BT ter sido vítima do preconceito que domina grande parte dos brasileiros que residem no Brasil, ou seja, o pensamento generalizado de que todos os imigrantes são pobres, ignorantes, não possuem bens materiais e realizam trabalhos “indignos” no exterior.

“Ele me discriminou, disse que eu não era nada e que meu cordão de ouro era falso. Humilhou-me e menosprezou na frente de todos no show”, afirmou ressaltando que o que mais o revoltou foi quando o cantor se dirigiu à minha esposa. “Ele a chamou de ‘gostosa’ e disse que só não transaria com ela porque não tinha tempo”, acrescentou.

Durante o desabafo, Silva usava o mesmo cordão de ouro do show, o qual, segundo ele, custou-lhe US$ 2.500 (cerca de 9 mil Reais).

. Mulheres “fáceis”:

Entre os vários comentários polêmicos que teriam sido feitos por Eduardo Costa durante a apresentação foi de que as imigrantes brasileiras seriam “fáceis”, gerando espanto e revolta em Silva.

“Ele não pode fazer isso, tem que respeitar as pessoas e eu quero mostrar que aqui nos EUA nós somos reconhecidos e a lei está do nosso lado”, afirmou Marcelo. “Além disso, ele falou que as mulheres de Danbury (CT) são fáceis de pegar”.

. Artistas dependem do público:

Silva ressaltou o fato de que todo artista depende do público que o admira e acompanha o trabalho dele, portanto, não era justo que os fãs fossem tratados com desrespeito, descaso e desdém. “Ele chegou a esta posição graças a nós que vamos aos shows, pagamos ingressos, compramos CDs, assistimos seus vídeos na internet, etc”, desabafou ele.

. Ação judicial coletiva:

Com relação ao incidente ocorrido em Danbury, Marcelo adiantou que conversará com o amigo para averiguar se ele não deseja iniciar uma ação judicial coletiva contra o cantor sertanejo nos EUA. “Vou falar com o Miltinho e quem sabe entramos com uma ação em conjunto. Ele ainda está traumatizado”, concluiu.

. Pedido de desculpas:

Na terça-feira (29), o cantor Eduardo Costa postou na página dele no Facebook um texto no qual admite ter se excedido durante a apresentação ocorrida em Danbury (CT). No show, ele pediu aos seguranças para expulsarem e “darem uns tapas” num indivíduo que estava na plateia. Alguns fãs filmaram o incidente e postaram nas redes sociais, viralizando.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend