Colombiana indocumentada que apoiou Trump é deportada

Foto4 Donald Trump e Myriam Encanto Colombiana indocumentada que apoiou Trump é deportada
Myriam Encanto assumiu a admiração ardente pelo então candidato presidencial, Donald Trump, durante comício em Nevada

Myriam Encanto vivia clandestinamente nos EUA e portava cédulas falsas do green card e Seguro Social

A imigrante colombiana que apoiou publicamente a campanha eleitoral do Presidente Donald Trump durante um comício em Nevada foi vítima da base da plataforma do próprio ídolo. Curiosamente, apesar das declarações fortes e racistas do então candidato republicano, algumas mulheres latinas professaram abertamente sua admiração pelo dirigente da nação, mesmo que ele tivesse prometido deportar todos os cerca de 11 milhões de imigrantes indocumentados que vivem nos EUA.

Entre ela está Myriam Encanto, natural da Colômbia, que mesmo vivendo clandestinamente nos Estados Unidos tornou-se destaque na mídia e nas redes sociais ao apoiar publica e ardentemente Trump. Apesar de se tornar “celebridade” do dia para a noite, rapidamente ela se tornou uma das pessoas mais odiadas na comunidade latina, que a considerou “traidora”. Na ocasião, uma considerável parte dos latinos pensava que Myriam se beneficiaria em algo por demonstrar apoio gritando em frente a milhares de pessoas: “Eu sou latina e votarei em Donald Trump”.

Entretanto, Myriam foi deportada por viver clandestinamente nos EUA. Tudo parece indicar que a aparição dela no comício de Trump só a prejudicou. Ao aparecer diante das câmeras, dizer que era latina e apoiava o candidato republicano, o Departamento de Imigração (ICE) iniciou uma investigação envolvendo Encanto. Como resultado, os agentes descobriram que ela era indocumentada nos EUA, iniciando um processo de deportação. A notícia da deportação da colombiana foi divulgada em diversos websites latinos, como o “Argumento Político” e o “Lechuguinos”.

. Detalhes da captura:

Quando as autoridades migratórias interrogaram Myriam, descobriram que a documentação que ela apresentou, cédulas do green card e Seguro Social, eram totalmente falsas. Aparentemente, ela jamais imaginou que se expondo assim, apoiando Donald Trump,  custaria tanto. O Governo dos EUA descobriu rapidamente o status migratório dela e a deportou.

Myriam declarou que pediria ajuda a Trump assim que ele fosse eleito presidente da nação, entretanto, ironicamente, foi removida rapidamente do país. Enquanto falava com um certo ar de histeria quando declarava o seu amor a Trump, ele perguntou-lhe em tom de condescendência se ela havia sido paga para dar tal declaração. “Não, não, o amamos Sr. Trump”, respondeu Encanto na ocasião.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend