Criticando “ilegais”, veterano angaria milhões para muro na fronteira

Foto8 Brian Kolfage  Criticando “ilegais”, veterano angaria milhões para muro na fronteira
“Afinal das contas, isso é para a promessa de campanha dele. As pessoas estão gritando, então, espero que ele escute”, disse Brian, criador da campanha no GoFundMe.com

Brian Kolfage perdeu ambas as pernas e a mão direita num ataque à bomba no Iraque e iniciou a campanha no site GoFundMe.com

Um veterano da Força Aérea que perdeu ambas as pernas e mão direita está pedindo aos 63 milhões de americanos que votaram no Presidente Donald Trump para doarem US$ 80 cada para a construção do muro ao longo da fronteira com o México. O total da companha totalizaria os US$ 5 bilhões necessários para a estrutura, com US$ 40 milhões de sobra. Na quarta-feira (19), Trump disse durante o debate sobre a possibilidade de paralização do governo que o México pagaria indiretamente pelo polêmico muro através de um acordo comercial e que as Forças Armadas dos EUA o construiria.

“Mesmo que consigamos a metade, isso é a metade do muro. Nós podemos fazer isso”, disse Brian Kolfage na postagem no site GoFundMe.com, através do qual já arrecadou mais de US$ 5 milhões vindos de cerca de 84 mil doadores, até o meio-dia de quinta-feira (20).

Brian relatou ter tido a ideia há 1 ano, mas que decidiu pô-la em ação no domingo (16) por causa da “inatividade dos nossos políticos”. Ele se surpreendeu pela quantidade de dinheiro que conseguiu angariar.

“Eu tenho recebido milhares de e-mails de cidadãos que esperaram na fila para se tornarem americanos e completaram o processo de forma legal. Eles estão bastante agradecidos por isso”, postou. “Eles estão doando e são de ambos os lados do espectro e é por isso que esse movimento está crescendo tão rápido”.

Apesar de a campanha ter o objetivo de US$ 1 bilhão, o morador em Destin (FL), ferido no Iraque, detalhou que US$ 1 bilhão é o total máximo admitido pelo GoFundMe e que tenta aumentar esse teto. A campanha de maior sucesso no website até o momento, a Time’s  Up Legal Defense Fund, levantou mais de US$ 22 milhões. A ONG provê aconselhamento às vítimas de assédio e abuso sexual.

Brian alega ser neto de imigrantes que chegaram “legalmente” aos EUA e tenta estabelecer um ponto de contato com a Casa Branca para o uso do dinheiro. O Deputado Federal Steven Palazzo (R-Mississippi) planeja apresentar um projeto de lei instruindo o Tesouro Nacional a emitir títulos públicos que patrocinem o muro, embora existam outras opções na mesa, diz Kolfage na página do GoFundMe.com.

“Nós ainda não falamos diretamente com o Presidente, mas gostaríamos”, disse ele. “Afinal das contas, isso é para a promessa de campanha dele. As pessoas estão gritando, então, espero que ele escute”.

O veterano está trabalhando com uma firma de advogados na redação de um documento que garanta que todo o dinheiro arrecadado sena destinado ao muro e, caso o objetivo não seja alcançado, todos os doadores serão ressarcidos, concluiu.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend