Giba entra no Hall da Fama, mas é barrado em aeroporto do Mexico

Foto33 Giba  Giba entra no Hall da Fama, mas é barrado em aeroporto do Mexico
“Ficamos três horas no aeroporto, tentamos fazer de tudo, mas para os Estados Unidos precisamos de alguns documentos e infelizmente não podemos ir”, postou Giba nas redes sociais

O ex-atleta paranaense estava no México participando de um congresso da Federação Internacional de Vôlei (FIVB)

No domingo (11), foi realizada em Massachusetts a cerimônia de homenagem aos atletas incluídos no Hall da Fama do Voleibol, entre eles Giba. Entretanto, o ex-atleta, que estava no México participando de um congresso da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), foi impedido de embarcar para os EUA. Nas redes sociais, ele postou que não pôde embarcar por causa da documentação, entretanto, não detalhou qual teria sido o problema.

“Ficamos três horas no aeroporto, tentamos fazer de tudo, mas para os Estados Unidos precisamos de alguns documentos e infelizmente não podemos ir. Me desculpem, eu tentei. Comprei passagem, fiz de tudo, perdi o dinheiro da passagem, mas é isso”, postou Giba. “Fiquei muito triste, seria uma honra estar presente em todo o evento. Mas serei bem representado por um amigo (irmão) de infância, Dega, que foi a primeira pessoa que eu abracei após o título olímpico em 2004!”

O Hall da Fama já homenageou 7 brasileiros, entre eles, Jaqueline Silva (2006), Ana Moser (2009), Shelda (2010) e Maurício (2012).

Gilberto Amauri Godoy Filho, conhecido como Giba, natural de Londrina (PR), atuava na posição de atacante de ponta e conquistou os principais títulos pela Seleção Brasileira. Ele jogou desde as categorias de base à principal, sendo 8 vezes medalha de ouro na Liga Mundial, tricampeão mundial e ouro olímpico em 2004 e prata em 2008 e 2012.

Com Giba na equipe, a Seleção Brasileira nunca ficou fora de um pódio em qualquer competição. Além dos 3 títulos mundiais, do ouro olímpico de Atenas 2004 e das 2 pratas em Olimpíadas (Pequim 2008 e Londres 2012); ele conquistou 2 ouros e 2 bronzes em Copas do Mundo; 3 ouros em Copas dos Campeões; 8 ouros, 2 pratas e 2 bronzes na Liga Mundial; 1 ouro, 1 prata e 1 bronze em Jogos Pan-Americanos; e 8 ouros em Sul-Americanos.

Em sua infância, teve leucemia e ainda criança, mudou-se para Curitiba (PR), concluindo o ensino fundamental no Colégio Estadual Conselheiro Zacarias. No ano de 1991, iniciou sua carreira de atleta, atuando pelo Círculo Militar do Paraná. Em 2006, foi eleito o Melhor Jogador do mundo após o título do Campeonato Mundial, com a vitória sobre a Polônia por 3 sets a 0, quando representava a Seleção Brasileira. Depois de 8 anos no exterior, voltou ao Brasil como a grande contratação do Pinheiros/Sky, porém uma série de lesões atrapalharam seu rendimento nas quadras brasileiras.

Depois de duas temporadas pelo Pinheiros/Sky, em 2011 acertou a ida para o Cimed, time da cidade de Florianópolis e não disputou sequer uma partida por este time. Após os Jogos Olímpicos de Londres, jogou no Drean/Bolívar da Argentina e, no segundo semestre de 2013, assinou com o Vôlei Taubaté. Também jogou, por um breve período, no Al Nasr de Dubai, nos Emirados Árabes. Em agosto de 2014, o atleta anunciou a sua aposentadoria no esporte, aos 37 anos de idade e depois de 23 anos de carreira.

Em 2013, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), no mesmo ano atuou como comentarista de voleibol na Rede Globo. Em 21 de agosto de 2017, foi anunciado como um dos participantes do reality Exathlon Brasil na Band. Ainda em 2017, Giba saiu do PSDB e se filiou ao PSD. Em 2018, entrou para o Hall da Fama do vôlei. É considerado um dos maiores jogadores de vôlei de todos os tempos, em nível nacional e mundial.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend