Motorista indocumentado que matou jogador da NFL foi deportado 2 vezes

Foto24 Manuel Orrego Savala e Edwin Jackson Motorista indocumentado que matou jogador da NFL foi deportado 2 vezes
O Ford F-150, de cor preta, dirigido por Manuel Orrego Savala (esq.), de 37 anos, atingiu em cheio o jogador Edwin Jackson (dir.), de 26 anos

Manuel Orrego Savala estava intoxicado e dirigia sem carteira de motorista

As autoridades informaram que o suspeito de provocar um acidente de carro na Indiana que matou 2 pessoas, incluindo o jogador do time de futebol americano Colts, Edwin Jackson, já foi deportado 2 vezes. Conforme o comunicado divulgado pela Polícia Estadual da Indiana, o jogador de 26 anos da liga NFL era passageiro num veículo do Uber, quando passou mal às 4 horas da madrugada. O motorista do carro, Jeffrey Monroe, de 54 anos, parou no acostamento da rodovia Interstate 70 para ajudar Jackson.

As duas vítimas estavam paradas próximas ao veículo, no acostamento da autoestrada, detalhou a polícia, quando o Ford F-150, de cor preta, dirigido por Manuel Orrego Savala, de 37 anos, atingiu em cheio Jackson e Moore. Os dois morreram no local. O motorista tentou fugir a pé da cena do acidente, mas foi encontrado e detido pouco depois por policiais.

Ainda segundo a Polícia Estadual da Indiana, Savala forneceu um nome falso, Alex Cabrera Gonsales, quando foi preso. Posteriormente, os agentes descobriram que ele era natural da Guatemala, indocumentado e que havia sido deportado dos Estados Unidos em 2007 e 2009. As autoridades detalharam que Manuel estava intoxicado e dirigia sem carteira de motorista quando ele atropelou e matou as vítimas. A Promotoria Pública local está preparando acusações criminais contra ele. O motorista está detido na Penitenciária do Condado de Marion. Além disso, ele havia sido detido por dirigir intoxicado em Redwood City (CA), em 2005.

No domingo (4), o Colts emitiu um comunicado sobre a morte trágica e prematura de Edwin Jackson:

“Nós ficamos chocados ao ouvir a notícia do falecimento de Edwin Jackson. Edwin era amado por todos na organização Colts. Nós admirávamos a personalidade dele divertida, o espírito competitivo e a mentalidade de trabalhador árduo. Ele era muito respeitado por todos que cruzaram por ele”.

Jackson era natural de Atlanta (GA), mas adquiriu fama no time Colts, depois de dispensar agentes ao deixar o time Geórgia Southern em 2015. O treinador do time, Chad Lunsford, disse através de um comunicado que Edwin representou “como um homem jovem deveria viver a vida dele. Ele mereceu tudo aquilo que conquistou e deixou esse mundo cedo demais”.

As circunstâncias do acidente tendem a acirrar ainda mais o impasse sobre o debate migratório em Washington-DC, onde legisladores democratas e republicanos tentam encontrar uma solução bipartidária para os Dreamers. O Presidente Donald Trump deu o prazo de até 5 de março para que seja encontrada uma solução para o Deferred Action for Childhood arrivals (DACA), que protege da deportação cerca de 800 mil jovens indocumentados e que será cancelado pelo líder da nação.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend