Vice-prefeito pede demissão após chamar indocumentados de “guaxinins”

Foto27 Richard Blood Vice prefeito pede demissão após chamar indocumentados de “guaxinins”
O Vice-Prefeito Richard Blood pediu, sem obter sucesso, por uma segunda oportunidade durante a reunião pública em Mendham

Na noite de segunda-feira (12), o Comitê Municipal de Mendham votou a favor da saída de Rick Blood

O vice-prefeito da cidade de Mendham, Richard “Rick” Blood, deixou o cargo na noite de segunda-feira (12) depois de provocar polêmica em sua página no Facebook. Através de uma postagem copiada, ele comparou os imigrantes indocumentados a “guaxinins” que infestavam porões e elogiou a atuação do Presidente Donald Trump como “exterminador”.

A saída de Blood foi anunciada e provocou aplausos no final da sessão de 3 horas do Comitê Municipal, no Estado Jardim. Ele foi criticado por cerca de 30 pessoas que discursaram durante a reunião pública e foi repetidamente encorajado a deixar o cargo. Os moradores lotaram a sede da Prefeitura de Mendham na noite de segunda-feira. Os críticos presentes à reunião variavam desde residentes antigos na cidade a membros de ONGs defensoras dos direitos dos imigrantes, como a Wind of the Spirit, e nenhum deles defendeu Blood.

Tamara Harris, candidata democrata ao Congresso no 11º Distrito, estavam entre aqueles que denunciaram o ex-vice-prefeito. “A linguagem foi racista. A postagem foi racista. Isso foi deplorável. Isso foi intolerável”, disse ela.

Quando a reunião pública foi concluída, os 5 membros do Conselho Municipal de Mendham, sendo 4 republicanos, incluindo Blood, e 1 democrata, realizaram uma reunião às portas fechadas para decidir o destino político dele. Blood se desculpou para as 70 pessoas presentes e adiantou que deixaria o cargo, caso seus colegas o pedissem.

“Na melhor das hipóteses, foi insensível, e na melhor das hipóteses foi cruel. Eu sinceramente sinto muito”, disse Blood com relação a postagem de 8 parágrafos no Facebook que ele copiou de outro internauta, mas evitou dizer o nome do autor.

Várias versões da postagem têm circulado entre os simpatizantes de Trump há mais de 2 anos e é semelhante aos comentários feitos em 2016 por Carl Paladino, que foi chefe de campanha do atual Presidente dos EUA. Blood efetuou a postagem no domingo de manhã (11) e na noite do mesmo dia a removeu devido a polêmica gerada. Na tentativa de minimizar o dano, ele fez outra postagem alegando dizendo que tentou “ilustrar a razão, embora de forma inapropriada, que o nosso Presidente foi eleito”. Essa postagem também foi posteriormente apagada da página ou classificada como privada.

Pat Kelly, morador em Mendham Township desde 1972, disse que estava “abismado”, acrescentando, “essa postagem era reminiscente do que faz o bullying. Essa foi uma ação de bullying da sua parte”.

Vanessa Brown, moradora há 20 anos na cidade, disse que a repercussão da postagem prejudicou a habilidade de Blood de atuar de forma efetiva no Comitê Municipal. “Tal postagem não é como um simples engano; se você pensa assim. Vamos ser honestos aqui. Você perdeu a confiança do público”, direcionou a Blood.

A saída oficial de Blood, que ocorreu à meia-noite, foi anunciada pelo Prefeito Richard P. Diegnan Jr., depois que os membros do Comitê Municipal, incluindo o vice-prefeito, retornaram ao salão de reuniões. Vários críticos presentes à reunião frisaram que, diferente dos outros membros do Comitê, Blood foi escolhido e não foi eleito pela população da cidade.

Posteriormente, Blood pediu, sem obter sucesso, por uma segunda oportunidade. “Se for o desejo do Comitê que eu saia, então sairei. Entretanto, como havia dito, eu dediquei bastante tempo e jogar isso fora por causa de uma decisão má que demorou 10 minutos e que eu gostaria de voltar atrás; serei lembrado por isso durante longo tempo”, argumentou.

Após que a saída de Blood foi anunciada e a sessão encerrada, Blood permaneceu no local para conversar com algumas pessoas que o criticaram.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend