Sovaco da Cobra – 07 de Julho

Joãozinho analisa Carlos Drummond de Andrade

Na sala de aula, o professor analisa com seus alunos, aquele famoso poema do Carlos Drummond de Andrade :

“No meio do caminho tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho.

E eu nunca me esquecerei

Que no meio do caminho tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho”.

O professor pergunta :

– Joãozinho, qual a característica do ­Carlos Drummond de Andrade que você pode perceber neste poema?

Então ele se levanta e responde:

– Se não era traficante, era usuário…

Joãozinho e a Tia

A titia pergunta para o Joãozinho:

– O que vai fazer qunado for grande como a titia?

O Joãozinhos responde:

– Um Regime!

Programa de rádio

Em São Paulo:

Locutor: – Quem fala?

Ouvinte: – É o Vicente.

Locutor: – De onde, Vicente?

Ouvinte: – Lapa!

Locutor: – Olha aí, Vicente da Lapa! Valendo o kit com camiseta e CD do Edson e Hudson. Presta atenção! Qual é o país que tem duas sílabas e se pode comer uma delas? Prestou bem atenção? Há um país com 2 sílabas e 1 delas é muito boa para se comer. Dez segundos para responder.

Ouvinte: – CUBA ! ! !

Locutor: (mudo por alguns segundos e algumas risadas no fundo)

– Tá certo, senhor Vicente! Vai levar o prêmio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha estava escrito JAPÃO.

Casal Tímido

Os recém-casados eram tão tímidos que precisaram combinar uma senha para um dizer ao outro que estava com vontade de fazer amor. A senha era: “Vamos escrever uma carta no computador?”

Um dia, o rapaz voltou do trabalho e disse para sua amada:

– Vamos escrever uma carta no computador?

E ela respondeu:

– Hoje não, meu bem! Estou com dor de cabeça!

Pouco depois, porém, ela mudou de idéia:

– Amorzinho… se você quiser escrever agora uma cartinha no computador, eu topo…

– Agora não precisa mais! Já escrevi a mão mesmo!

Esmola Justa

Passeando com o marido na rua, a mulher lhe pede uma moeda.

– Pra que você quer uma moeda?

– Para dar pra aquele cego ali… – responde ela, apontando um homem maltrapilho, de óculos escuros, sentado na calçada. – Ele me pareceu muito necessitado, pois me implorou: “Pelo amor de Deus, minha bela senhora, dê-me uma moedinha!”

– Ele disse “bela senhora”?

– Sim!

– Toma lá, então! – disse o marido, entregando-lhe uma moeda. – Esse homem deve ser cego mesmo!

Sustento Caro

O sujeito foi pedir a mão da moça em casamento.

– O senhor tem recursos para sustentar a minha filha? – pergunta-lhe o pai, um bem sucedido empresário da região.

– Tenho sim, senhor! – responde o noivo, timidamente.

– Quanto o senhor ganha por mês?

– 120 Reais!

– O quê? 120 Reais por mês!? O senhor fique sabendo que esse dinheiro não dá pra pagar o papel higiênico que minha filha consome.

Com a cabeça baixa, o sujeito vai indo embora.

– E aí, amor? – pergunta-lhe a namorada, já no portão – Como foi?

– Sai fora, sua cagona!

A vida como ela é

Um homem se queixava ao amigo:

— Onde nós estamos? Onde esse mundo vai parar? Não se pode confiar em ninguém!

— O que foi, cara? Tá revoltado por quê?

— Imagina só que hoje de manhã me passaram uma nota falsa de cem reais!

— Sério, cara? Mas e aí, era parecida com a original? Empresta aí pra eu ver!

— Não tá mais comigo. Eu já passei pra frente!

Sabe a razão dos nomes dos anjos ?

Gabriel, Rafael, Miguel e outros anjos… Todos terminam com ‘el’.

Com base nos escritos de estudiosos sérios, teólogos e rabinos, alguns desses nomes foram decifrados:

Sendo assim, veja no texto abaixo as novas descobertas relativas aos estudos desses seres protetores

Novos anjos:

Aluguel – anjo mau. Não deixa a pessoa conseguir sua casa própria;

Embratel – anjo protetor do monopólio das comunicações;

Chanel – anjo protetor dos costureiros, estilistas e outros boiolas ;

Papai Noel – anjo protetor do comércio. Só aparece no fim do ano para acabar com seu 13º;

Tonel – anjo protetor dos alcoólatras anônimos e bêbados em geral;

Pastel– anjo protetor das colônias japonesas e chinesas;

Gel – anjo que protege as pessoas com cabelos rebeldes;

Papel – anjo protetor daqueles com intestinos soltos,

Anatel – anjo que, como qualquer outro órgão do governo, não serve para coisa nenhuma;

Motel – esse eu não lembro …….. rsrs

Primeiro amor

Na cama, o marido se vira para a jovem esposa e pergunta:

– Querida, me diga que sou o primeiro homem da sua vida.

Ela olha para o idiota e responde:

– Pode ser… Sua cara não me é estranha…

Related posts

Comentários

Send this to a friend