Americano acusado de estuprar brasileira pode pegar prisão perpétua

Foto19 Seth Roberts Americano acusado de estuprar brasileira pode pegar prisão perpétua
Seth Alan Roberts, de 19 anos, poderá pegar entre 190 anos à prisão perpétua se for condenado por estuprar as três mulheres

Seth Alan Roberts, de 19 anos, é acusado de ter atacado sexualmente 3 mulheres em Bonita, Pacific Beach e Otay Mesa (CA), no outono de 2018

Na terça-feira (10), o juiz Maureen F. Hallahan citou mais de 8 acusações criminais contra Seth Alan Roberts, de 19 anos. Três de suas supostas vítimas testemunharam no dia; descrevendo seus encontros com ele. A primeira foi uma mulher de 18 anos que disse ter namorado Roberts durante aproximadamente 2 meses no ano passado. Eles moravam em Oklahoma, mas ambos decidiram ir de carona para a Califórnia em outubro. As informações são do canal de TV local KGTV.

A mulher, cujo nome não foi divulgado, disse que ficou em Los Angeles (CA) durante uma semana antes de descer para San Diego (CA), onde ficava em uma barraca num acampamento. Ela relatou ao juiz que Roberts a estuprou violentamente uma manhã, segurando as mãos acima da cabeça. O incidente ocorreu em um acampamento em Bonita (CA) em 18 de outubro de 2018.

“Eu estava dizendo a ele que aquilo estava errado, dizendo que era estupro”, disse a vítima.

Depois, ela disse que Roberts foi trabalhar e ela telefonou para um carro da Lyft que a levou até o Arizona, onde contatou a polícia e denunciou o suposto estupro.

A segunda vítima disse que conheceu Roberts quando caminhava perto da praia em Pacific Beach, em novembro de 2018. “Ele parecia uma pessoa muito legal”, disse ela através de um intérprete.

A mulher, natural do Brasil, mas estava morando em Washington-DC e trabalhando como “au pair” (babá estrangeira) para uma família. Ela viajou com eles para San Diego durante as férias e conheceu em Roberts em seu dia de folga.

Ela relatou que ele iniciou a conversa e disse-lhe que seu colega de quarto tinha uma namorada brasileira. Ele a convenceu a caminhar com ele em direção a seu apartamento para encontrá-la. Entretanto, antes de chegarem lá, ele a direcionou para uma área ao lado de uma casa e puxou uma faca.

Ela disse ao tribunal que Roberts colocou a mão sobre a calça comprida dela e inseriu um dos dedos no ânus da vítima enquanto encostava uma faca na garganta da brasileira.

“Pensei na minha família. Pensei nos meus sonhos, o quanto eu queria estar aqui”, disse ela. “Eu nunca poderia imaginar que isso aconteceria comigo”.

Uma terceira mulher também testemunhou, relatando que Roberts a estuprou na casa dela sob a mira de faca depois que ela recusou seus avanços. Ele teria conhecido a vítima dias antes em uma parada de bonde em Chula Vista (CA). Depois de trocar números de telefone, ele se encontrou com a mulher alguns dias depois na casa dela, em 25 de novembro, onde a teria estuprado sob a mira de faca no quarto dela.

Roberts está preso sob a fiança de US$ 2 milhões. Ele deve retornar ao Tribunal Superior em 6 de janeiro de 2020. O réu poderá pegar entre 190 anos à prisão perpétua se for condenado por estuprar as três mulheres, que foram atacadas em Bonita, Pacific Beach e Otay Mesa (CA), no outono de 2018.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend