Após 3ª morte, autoridades alertam para os riscos de “vaping”

Foto16 Vaping Após 3ª morte, autoridades alertam para os riscos de “vaping”
As autoridades disseram ter identificado 450 casos possíveis, incluindo pelo menos 3 mortes, em 33 estados

As doenças pulmonares foram todas registradas este ano e o número vem crescendo rapidamente desde agosto desse ano

Na sexta-feira (6), as autoridades de saúde dos EUA novamente pediram que as pessoas parassem de “vaping” (inalar derivados de tabaco através de um vaporizador) até que seja  descoberto por que algumas estão sofrendo de graves doenças respiratórias. As autoridades disseram ter identificado 450 casos possíveis, incluindo pelo menos 3 mortes, em 33 estados, incluindo Pensilvânia e New Jersey. A contagem inclui uma morte recentemente relatada em Indiana.

Nenhum dispositivo “vaping”, líquido ou ingrediente foi ligado às doenças, relataram as autoridades. Muitos dos doentes, mas não todos, eram pessoas que disseram ter inalado THC, o produto químico provoca os mesmos efeitos da maconha. Os profissionais de saúde relataram apenas as doenças pulmonares nas quais a pessoa usou “vaping” em três meses. A maioria dos afetados é adolescente.

As doenças pulmonares foram todas registradas este ano e o número vem crescendo rapidamente desde agosto desse ano, à medida que mais e mais estados iniciaram investigações. Há uma semana, as autoridades contabilizaram 215 casos possíveis em 25 estados. Entretanto, não está claro se essas doenças ocorreram antes de 2019.

“Todos nós estamos imaginando se isso é novo ou apenas recentemente reconhecido”, disse aos repórteres Dana Meaney Delman, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Também na sexta-feira, o New England Journal of Medicine divulgou uma série de artigos que fornecem detalhes médicos sobre casos relatados em Illinois, Wisconsin e Utah. Um artigo sobre 53 doenças em Illinois e Wisconsin observou que quase um quinto dos casos eram pessoas que disseram que inalavam nicotina e nada que continha óleo de THC ou CBD. Por esse motivo, médicos e autoridades de saúde continuam sugerindo que as pessoas fiquem longe de todos os produtos “vaping” até que a investigação estabeleça exatamente o onde está a origem das doenças.

Os sintomas incluem falta de ar, fadiga, dor no peito e vômitos. Os médicos dizem que as doenças se assemelham a uma lesão por inalação, com o corpo aparentemente reagindo a uma substância cáustica que alguém respirou.

As mortes anteriores foram verificadas em Illinois e Oregon. As autoridades de Indiana disseram que a pessoa que morreu lá era um adulto, mas não disseram quando aconteceu e nem divulgaram outros detalhes.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend