Brasileiro luta contra câncer de pulmão em Massachusetts

%name Brasileiro luta contra câncer de pulmão em Massachusetts
Lupércio Marinho iniciou o tratamento quimioterápico em 19 de junho, o mesmo dia em que foi diagnosticado com a doença (Foto: GoFundMe.com)

Lupércio Marinho foi diagnosticado com a doença em 19 de junho desse ano e, desde então, se submete a tratamento quimioterápico

Em 19 de junho desse ano, Lupércio Marinho, de 46 anos, natural de Araçatuba (SP), morador em Massachusetts, foi diagnosticado com câncer de pulmão. Segundo relatos de amigos e familiares, no mês de fevereiro, ele havia sido internado em um hospital de Boston, Massachusetts, devido a uma intensa tosse e dificuldade para respirar. Na ocasião, os médicos informavam que ele estava com pneumonia e que havia ar retido nos pulmões. Além disso, os médicos relataram que se não fosse tratado com urgência, a situação acabaria causando o colapso nos pulmões de Lupércio. Diante disso, eles decidiram drenar o ar.

Após 8 dias internado, Lupércio recebeu alta e foi para casa, entretanto, duas semanas depois, a tosse voltou e desta vez havia a presença de sangue. O brasileiro voltou ao hospital e a suspeita era de que havia sangue acumulado nos pulmões, então, foi realizada uma broncoscopia, uma biópsia e um procedimento cirúrgico para remover o líquido.

Os resultados da biópsia mostraram que ele tinha câncer de pulmão e, em 19 de junho, no mesmo dia da biópsia, ele iniciou seu tratamento quimioterápico.

O câncer de pulmão é o segundo mais comum em homens e mulheres no Brasil (sem contar o câncer de pele não melanoma). É o primeiro em todo o mundo desde 1985, tanto em incidência quanto em mortalidade. Aproximadamente, 13% de todos os casos novos de câncer são de pulmão. A última estimativa mundial (2012) apontou incidência de 1,8 milhão de casos novos, sendo 1,24 milhão em homens e 583 mil em mulheres.

A taxa de incidência vem diminuindo desde meados da década de 1980 entre homens e desde meados dos anos 2000 entre as mulheres. Essa diferença deve-se aos padrões de adesão e cessação do tabagismo constatados nos diferentes sexos. O tabagismo e a exposição passiva ao tabaco são importantes fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de pulmão.

Em cerca de 85% dos casos diagnosticados, o câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco. O cigarro é, de longe, o mais importante fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pulmão. A taxa de mortalidade de 2011 para 2015 diminuiu 3,8% ao ano em homens e, 2,3% ao ano em mulheres, devido à redução na prevalência do tabagismo. A taxa de sobrevida relativa em cinco anos para câncer de pulmão é de 18% (15% para homens e 21% para mulheres). Apenas 16% dos cânceres são diagnosticados em estágio inicial (câncer localizado), para o qual a taxa de sobrevida de cinco anos é de 56%.

. Campanha beneficente:

Encabeçada por Renata Santo e o Brazilian Worker Center (BWC), foi iniciada no website GoFundMe.com a campanha beneficente online: https://www.gofundme.com/f/help-lupercio-beat-cancer; cujo objetivo é arrecadar US$ 8 mil. Até a tarde de sábado (14), haviam sido angariados US$ 80.

Como Lupércio está bastante debilitado, ele não tem condições de trabalhar e nem arcar com todas as despesas. Foi por isso que o BWC e Renata Santo decidiram se reunir e promover a campanha.

“Durante todo esse processo, Lupércio não conseguiu trabalhar porque ainda tem dificuldade para respirar, além de outros efeitos colaterais da quimioterapia. Pedimos sua doação para que possamos ajudar Lupércio com seu tratamento. Agradecemos sua contribuição para essa causa, o que significa muito para nós”, diz a postagem no GoFundMe.com.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend