Brasileiro suspeito de matar amante da esposa é deportado

Foto1 Varley Ramos Costa  Brasileiro suspeito de matar amante da esposa é deportado
Na terça-feira (23), Varley Ramos Costa, procurado por homicídio no Brasil, foi deportado dos Estados Unidos (Foto: ICE.gov)

O goiano Varley Ramos Costa era procurado no Brasil por assassinato e tentativa de homicídio

Na terça-feira (23), o Departamento de Fiscalização da Imigração & Remoções (ERO), órgão subordinado ao Departamento de Imigração (ICE), deportou um fugitivo procurado pelas autoridades brasileiras por assassinato e tentativa de homicídio. O goiano Varley Ramos Costa, 53 anos, entrou clandestinamente nos Estados Unidos em data e local desconhecidos e sem ser entrevistado por um oficial de imigração.

Em 25 de maio de 2017, agentes da ERO prenderam Costa do lado de fora da residência dele na Filadélfia (PA). Na ocasião, as autoridades receberam um mandado de prisão contra o brasileiro e constataram que ele vivia irregularmente nos EUA, portanto, sendo passível de deportação.

“O ICE continuará a procurar criminosos perigosos que representem ameaça às nossas comunidades”, disse Simona L. Flores, diretora do ERO na jurisdição da Filadélfia. “A remoção do Sr. Costa reflete o compromisso do ERO com a segurança pública nos Estados Unidos e também no exterior”.

Em 21 de setembro de 2017, um juiz de imigração ordenou que Costa fosse removido, uma decisão que posteriormente foi confirmada após a apelação. Em 28 de fevereiro de 2018, o brasileiro entrou com um pedido de revisão e uma moção para suspensão da remoção no 3º Tribunal de Apelações, resultando em uma suspensão temporária. Em 2 de agosto de 2018, o 3º Circuito do Tribunal de Apelações negou a moção de suspensão e cancelou a permanência temporária, abrindo caminho para a repatriação dele ao Brasil.

Varley foi deportado dos Estados Unidos e entregue às autoridades judiciais brasileiras sem incidentes.

Desde 1º de outubro de 2009, o ERO removeu mais de 1.700 fugitivos estrangeiros dos Estados Unidos que eram procurados em seus países nativos por crimes graves, incluindo sequestros, estupros e assassinatos. No ano fiscal de 2017, o ICE realizou 226.119 remoções em todo o país. Oitenta e três por cento dos indivíduos removidos do interior dos Estados Unidos haviam sido anteriormente condenados por crimes.

. Triangulo amoroso:

Conforme o Processo n. 145172-71.2012.8.09.0051 – Inquérito – 24/04/2015 do TJGO, Publicado no Diário de Justiça do Estado de Goiás: “No dia 15 de dezembro de 2005, por volta das 21:30 minutos, em frente à residência localizada na rua Independência, quadra 35, lote 9, setor Capuava, nesta capital (Goiânia), uma pessoa não identificada acompanhada de uma terceira pessoa, em uma motocicleta, fazendo uso de arma de fogo, disparou contra a vítima Luciano Carvalho Couto, provocando-lhe ferimentos que causaram a sua morte. nesta mesma ocasião também foi lesionada a pessoa de João Pereira Couto, pai da vítima Luciano, ao tentar impedir que seu filho continuasse sendo alvejado. De acordo com a autoridade policial em seu relatório final, consta dos autos que no dia dos fatos, duas pessoas não identificadas e desconhecidas na região, em uma moto foram até a casa da vitima, tendo a pessoa da garupa descido da motocicleta, se identificando como Diego e perguntado pela vitima, sendo informada por familiares que Luciano estava tomando banho, após, quando a vitima abriu o portão foi surpreendido pela pessoa que estava na garupa e o alvejou sem nada dizer. Informou ainda que, o pai da vitima, João Pereira Couto, visando defender seu filho, arremessou uma cadeira contra o executor, momento em que também foi lesionado com um disparo que lhe atingiu o braço”.

. Infiel teria ajudado marido traído:

“As investigações apuraram que o mandante do crime seria Varley Ramos Costa, marido de Sueli Gomes Corrêa Costa, em razão de a vítima possuir um relacionamento amoroso com ela, tendo Sueli colaborado para a pratica criminosa ao fornecer fotografias que a vítima lhe enviara pela Internet. Pelo exposto, a autoridade policial representou pela decretação da prisão preventiva dos indiciados Varley Ramos Costa e Sueli Gomes Corrêa Costa”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend