Ciclista que “mostrou dedo” para caravana de Trump vence eleições

Foto8 Juli Briskman Ciclista que “mostrou dedo” para caravana de Trump vence eleições
Em 2017, o gesto obsceno feito por Juli Briskman viralizou nas redes sociais e fez com que ela perdesse o cargo de executiva de marketing em uma empresa

Juli Briskman fez o gesto obsceno quando a caravana presidencial passava por uma estrada rumo a Washington-DC, na Virgínia

A ciclista que fez um gesto obsceno quando uma caravana que levava o Presidente Donald Trump de volta à Washington-DC, em 2017, venceu as eleições locais em Virgínia. Na noite de terça-feira (5), Juli Briskman venceu a disputa para se tornar supervisora do Algonkian District no Condado de Loudoun. A vitória ocorreu pouco mais de 2 anos depois que a fotografia dela “mostrando o dedo” para a caravana presidencial que passava rumo à Casa Branca saindo do campo de golfe de Trump em Sterling viralizou em outubro de 2017. O advogado dela informou que a cliente foi obrigada a deixar o cargo de executiva de marketing na companhia Akima LLC devido à foto.

Briskman tirou vantagem da crítica a Trump transformando-a na base de sua campanha e plataforma política.

“Não há dúvidas que aquele foto e o fato de eu ter sido demitida injustamente do meu trabalho motivou-me e impulsionou o meu desejo de tornar-me mais ativa politicamente”, disse Briskman no programa “OutFront”, na quarta-feira (6). “Naquele dia em que eu fui demitida, fui para casa e me inscrevi para trabalhar como mesária nas eleições estaduais em 2017”.

“Eu não se isso ajudou a impulsionar o meu nome na minha comunidade”, acrescentou. “Eu sou bastante ativa em minha comunidade, mas definitivamente isso alavancou o meu ativismo”.

Briskman anunciou a campanha dela no Twitter em setembro de 2018 ao compartilhar o artigo publicado no Washington Post intitulado “A cliclista que mostrou o dedo para a caravana de Trump está concorrendo a um cargo político”.

“Hoje, estou preenchendo a minha candidatura para um posto no Condado de Loudoun, Va. Loudoun merece transparência no governo, escolas recebendo verbas integrais e soluções inteligentes para o crescimento”, disse ela. “Essa é a hora da mudança”.

Em 2017, durante uma entrevista ao canal CNN, Briskman deixou claro a opinião dela com relação a Trump. “O sistema de saúde não passa, mas você tenta desmantelá-lo por dentro”, comentou. “Quinhentas pessoas são baleadas em Las Vegas, você não faz nada com relação a isso. Você sabe, racistas brancos realizam esse protesto grande, ferem um grupo de pessoas em Charlottesville e você os chama de gente boa”.

“O meu dedo disse aquilo que eu estava pensando”, concluiu. “Eu estou aborrecida e frustrada”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend