Dono de bar é culpado de ameaçar com arma pessoas no Ironbound

Foto19 Eduardo Lesmes Dono de bar é culpado de ameaçar com arma pessoas no Ironbound
Eduardo Lesmes poderá ser condenado a até 33 anos de prisão. Além disso, ele deverá cumprir o mínimo de 102 meses de prisão (Foto: Condado de Essex)

Eduardo Lesmes, de 40 anos, foi considerado culpado da acusação de posse de arma para fins ilegais e agressão com agravantes

Na sexta-feira (18), o procurador de justiça do Condado de Essex, Theodore N. Stephens, anunciou que um grupo de jurados considerou culpado o réu Eduardo Lesmes, de 40 anos. Ele enfrentava duas acusações de ameaças terroristas, duas acusações de posse de arma para fins ilegais e duas acusações de agressão em 4º grau com agravantes ao apontar a arma. O proprietário de um bar no bairro do Ironbound, em Newark (NJ), foi considerado culpado de ameaçar duas pessoas com uma arma. Um dos incidentes foi gravado pela própria câmera de segurança do estabelecimento, informou a Procuradoria de Justiça do Condado de Essex. As informações são dos portais online Daily Voice’s e RLS.

Eduardo Lesmes, de 40 anos, foi considerado culpado da acusação de posse de arma para fins ilegais e agressão com agravantes.

“Esse caso representa vitória para as vítimas e o Estado, pois o uso ilegal de pistolas não tem lugar em nossa comunidade”, disse o promotor público assistente, Jason Lesnevec, responsável pelo caso.

Durante a audiência perante o Juiz Harold W. Fullilove, as evidências revelaram que em 1 de setembro de 2016, duas vítimas foram à sede do Departamento de Polícia de Newark, em ocasiões distintas, denunciando que Lesmes apontou uma pistola preta para elas quando entraram no bar dele.

Aproximadamente, às 8:30 da noite, em 1 de setembro de 2016, um técnico de manutenção de câmeras de vigilância contratado por Eduardo entrou no bar, localizado na Ferry St., para coletar as imagens das câmeras do estabelecimento. Na ocasião, Lesmes teria exigido que o técnico aumentasse a capacidade de armazenamento do equipamento a um preço mais barato. Quando o técnico recusou-se, Eduardo teria sacado uma arma e ameaçou matar o técnico e a família dele, caso não aceitasse o pedido, detalharam as autoridades.

O técnico recolheu as imagens do incidente, saiu do bar e foi à delegacia de polícia em Newark, onde denunciou o dono do bar e entregou o vídeo.

Em menos de uma hora depois, um amigo de Eduardo entrou no bar e novamente ele sacou a arma, desta vez pressionando-a contra o pescoço da vítima, disseram as autoridades. Lesmes deu um tapa no rosto da vítima e ameaçou matá-la se ela retornasse novamente ao bar. Aparentemente, ele estava aborrecido com o amigo por ter ajudado um funcionário dele a conseguir trabalho num bar concorrente, segundo o escritório da Promotoria Pública. O amigo também foi à delegacia e denunciou o incidente.

Eduardo poderá ser condenado a até 33 anos de prisão. Além disso, ele deverá cumprir o mínimo de 102 meses de prisão, ou seja, mais de 8 anos e meio, antes de estar elegível para a liberdade condicional, conforme o Graves Act. A sentença dele está agendada para ser lida em 6 de dezembro.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend