Plano de Trump inclui pena de morte para traficantes de drogas

Foto12 Donald Trump Plano de Trump inclui pena de morte para traficantes de drogas
Trump visitará New Hampshire, um estado impactado fortemente pela dependência em derivados do ópio

O Presidente poderá anunciar a proposta na segunda-feira (19), quando retornar da visita a New Hampshire

A administração Trump está finalizando um projeto de lei que visa resolver a epidemia do vício no consumo de remédios derivados do ópio nos EUA e, entre alguns detalhes, está a pena de morte para determinados traficantes de drogas. Ativistas defensores da saúde pública e congressistas republicanos alertam que tal emenda prejudicará o combate à epidemia.

O plano ambicioso, o qual a Casa Branca vem circulando secretamente entre os políticos indicados, em março, poderá ser anunciado na segunda-feira (19), quando o Presidente Donald Trump visitar New Hampshire, um estado impactado fortemente pela epidemia. A proposta inclui uma mistura de prevenções e medidas de tratamento que ativistas há muito tempo vêm apoiando, assim como o endurecimento nas leis referentes ao combate e punição dos traficantes de drogas.

A proposta da Casa Branca será anunciada depois que várias agências estaduais de saúde e ativistas reclamaram que Trump tem agido lentamente demais para combater a epidemia depois de suas promessas corajosas de campanha de eliminar a crise que afeta todas as regiões do país. Entretanto, a proposta poderá custar bilhões de dólares que Trump calcula e muito mais que qualquer pacote orçamentário que o Congresso aprovaria. Esse cenário gera dúvidas sobre o quanto de verba seria liberada. O apoio enfático de Trump à pena de morte para determinados traficante de drogas alarmou alguns ativistas, os quais alegam que a ideia foi ineficaz quando posta em prática em outros países e reacende a guerra fracassada contra as drogas na nação.

Conforme as versões mais recentes da proposta, que já passaram por diversas revisões, a administração Trump propõe muda a forma de como o governo paga pelas receitas de remédios derivados do ópio para limitar o acesso aos analgésicos poderosos. A proposta também pede ao Congresso que altere a forma como o Medicaid paga pelo tratamento, ou seja, facilitando a forma de como os dependentes químicos são atendidos. Além disso, ela criaria uma força-tarefa no Departamento de Justiça que atue de forma mais agressiva nas vendas pela internet.

Em 2016, ocorreram 64 mil mortes por overdose nos EUA, a maioria delas envolvendo derivados de ópio, segundo os dados de mortalidade mais recentes. O Centro de Controle de Doenças divulgou semana passada que as salas de emergência dos hospitais verificaram o aumento de 30% das overdoses envolvendo derivados do ópio no verão passado, indicando que a crise devastadora só está piorando.

Trump poderá anunciar o plano, ou partes dele, na segunda-feira (19), quando está agendado para ele retornar da visita a New Hampshire com o secretário do Departamento de Segurança Nacional (HHS), Alex Azar. Essa será a primeira visita do Presidente a New Hampshire, após vários comícios feitos no estado nos quais ele enfatizou a epidemia da dependência química.

“Se você atirar numa pessoa, eles (Justiça) te condenam à prisão perpétua ou pena de morte”, disse Trump. “Essas pessoas podem matar 2 mil, 3 mil pessoas e nada acontece com elas”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend