Filho de brasileiros ingressa nas Forças Armadas em MA

Foto21 Philemon Prodoscimo Filho de brasileiros ingressa nas Forças Armadas em MA
Os pais, naturais de Curitiba (PR) estão felizes com a escolha que o filho, Philemon Prodóscimo, de 18 anos, fez em servir as Forças Armadas dos EUA

Philemon Prodóscimo, de 18 anos, filho do casal Márcia e Marcos Prodóscimo, nasceu em 2001 na cidade de Cambridge (MA)

O jovem Philemon Prodóscimo, de 18 anos, filho do casal Márcia e Marcos Prodóscimo, nasceu em 2001 na cidade de Cambridge (MA). Pelo fato de seu pai ter sido militar, desde pequeno ele foi um menino apaixonado por brincadeiras que envolvessem soldados, gostava de usar uniformes militares entre outras atividades. As informações são do jornal Brazilian Times.

Atualmente a família mora em Woburn (MA) e o jovem vê o seu sonho de criança se tornar realidade. No ano passo, um recrutador conversou com ele e quando viu o seu interesse o encaminhou para o processo de avaliação, em seguida condicionamento físico e médico.

No mês de dezembro do ano passado, ele já foi informado de que havia passado em todos os processos e determinaram a data que ele iniciaria os treinos. Em julho, ele foi para uma base na Carolina do Norte, onde se graduou como fuzileiro naval, passando de civil para militar.

A próxima etapa será um treinamento de combate em uma escola de infantaria, o qual durará 29 dias ou mais, caso haja algum atraso. Depois disso, Philemon seguirá para a Califórnia, onde passará por uma escola especializada na área de eletrônica, área que ele pretende atuar nas forças armadas.

Após concluir este último estágio, ele terá cumprido todas as suas obrigações de preparação e ficará à disposição para trabalhar na localidade para onde for designada. O jovem tem a opção de apresentar três lugares de sua preferência, e dependendo do seu desempenho, as sugestões podem ou não serem aceitas.

Os pais, naturais de Curitiba (PR) estão felizes com a escolha que o filho fez em servir as Forças Armadas dos EUA.

“Além de uma carreira linda pela frente, ele vai aprender o lado bom da vida e ajudar as pessoas”, disse Márcia ao BT.

Ela fala, ainda, que o filho sempre deixou claro que queria ser um exemplo para os seus amigos e a comunidade.

“Quando ele falava em entrar para a faculdade, sempre dizia que queria ser diferente, fazer a diferença e tentar mudar o mundo ao seu redor”, explica.

Philemon destaca que ingressar nas forças armadas traz alguns benefícios como a faculdade, mas o que mais tem lhe deixado emocionado e gratificado é ser reconhecido por onde passa e as pessoas o abordarem como uma peça importante do país. “Eles me agradecem por servir a nação”, disse em conversa com a redação do BT. “É como se ele fosse um herói”, completa a mãe.

O jovem finaliza dizendo que está muito feliz em ter sido aprovado em todas as etapas e afirma que vai fazer o melhor pelo seu país.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend