França legaliza imigrante que arriscou a vida para salvar criança

Foto28 Mamoudou Gassama França legaliza imigrante que arriscou a vida para salvar criança
Devido ao ato heroico, Mamoudou Gassama conquistou a residência legal permanente na França

Mamoudou Gassama, de 22 anos, arriscou a vida no domingo (27) quando subiu as varandas de um prédio para resgatar um menino de 4 anos

A França concederá a residência legal permanente a um imigrante ilegal do Mali que escalou a fachada de um prédio de apartamentos em Paris para salvar um garoto que estava prestes a cair de uma sacada no 4º andar, disse o presidente Emmanuel Macron na segunda-feira (28). Mamoudou Gassama, de 22 anos, arriscou a vida no domingo (27) quando subiu as varandas de im prédio para resgatar um menino de 4 anos que estava agarrado à uma grade e olhando para baixo, enquanto pedestres na rua horrorizados observavam.

O vídeo se tornou viral e Gassama, que foi apelidado de “Homem-Aranha” por fazer o resgate em menos de um minuto, foi rapidamente concedido uma reunião no Palácio do Eliseu. “Este é um ato excepcional”, disse Macron a Gassama. “Obviamente, estaremos regularizando seus papéis e, se desejar, iniciaremos o processo de naturalização para que você possa se tornar francês”.

Gassama disse a Macron que tentou atravessar o Mediterrâneo em março de 2014 para chegar à Itália, mas foi preso pela polícia. A Europa enfrenta uma crise migratória desde 2015, após as guerras na Líbia e Síria e mais de 1 milhão de pessoas da África e do Oriente Médio tentaram chegar ao continente através da Turquia ou pelo mar.

O governo de Macron disse que quer ser firme e justo em relação à imigração, mas tomou uma posição mais severa ultimamente, com o parlamento aprovando uma lei que endurece as regras de asilo. A reunião com o presidente francês foi acompanhada pela mídia e foi manchete nos principais veículos de comunicação do país, na segunda-feira (28).

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, elogiou o heroísmo de Gassama e disse que a cidade apoiará seu esforço para se estabelecer na França. Macron disse a Gassama esperar que ele consiga um emprego “significativo” no país.

Gassama disse a Hidalgo por telefone, no domingo (27), que chegou do Mali há alguns meses e queria ficar na França. “Respondi que seu gesto heroico era um exemplo para todos os cidadãos e que a cidade de Paris obviamente vai apoiá-lo em seus esforços para se estabelecer na França”, disse Hidalgo.

O menino resgatado foi deixado sem supervisão por seus pais. O pai da criança foi preso após o incidente por suspeita de negligência e não cumprir sua responsabilidade parental.

“Eu fiz isso porque era uma criança”, disse Gassama, segundo o jornal francês Le Parisien. “Eu subi; graças a Deus eu o salvei”.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend