ICE procura indocumentado por DUI que matou mãe de 3 filhos

Foto2 Alan Jacob Mogollon Anaya ICE procura indocumentado por DUI que matou mãe de 3 filhos
Alan Jacob Mogollon Anaya, de 33 anos, está na lista dos foragidos mais procurados pelo ICE (Foto: ICE.gov)

Alan Jacob Mogollon Anaya, de 33 anos, dirigia alcoolizado e provocou a morte de Shirra Branum, de 37 anos, no Tennessee

As autoridades migratórias estão à procura do imigrante Alan Jacob Mogollon Anaya, de 33 anos, natural do México, por ter dirigido alcoolizado e provocado um acidente que resultou na morte de Shirra Branum, de 37 anos, e feriu 3 crianças. O acidente ocorreu em 16 de março de 2017, no Condado de Washington, Tennessee.

O nível de álcool no sangue de Anaya era de 0.20%, ou seja, 2.5 vezes o limite máximo legal. Ele dirigia bêbado com os próprios filhos no veículo, causando a colisão que matou a outra motorista. Essa foi a 4ª vez que ele dirigia intoxicado (DUI). Na ocasião, ele pagou fiança e foi liberado enquanto aguardava uma audiência de deportação. Após a colisão, ele foi levado ao Johnson City Medical Center, onde ficou internado muitos dias, fugindo do hospital antes que as autoridades pudessem prendê-lo.

Anaya enviou diversas mensagens de texto para parentes na tentativa de fazer com que a polícia acreditasse que ele estava no México. Entretanto, as autoridades estão confiantes de que ele está escondido em algum lugar nos EUA. Ele possui familiares espalhados pelos Estados Unidos, portanto, poderá estar foragido em qualquer lugar do país.

A mãe de Shirra, Cindy Scalf, ofereceu US$ 2 mil de recompensa para qualquer informação que levasse a captura de Alan. Além disso, ela utilizou as redes sociais para divulgar as fotografias do foragido na esperança de que alguém o reconheça e denuncie o paradeiro dele.

“Eu estou escrevendo em nome de Shirra Nicole Branum, que foi morta em 26 de março de 2017 numa colisão frontal provocada por um motorista hispânico bêbado, (Alan Jacob Mogollon Anaya), no Condado de Washington, Tennessee. Ele também feriu gravemente o meu neto de 9 anos de idade, assim como 3 dos próprios filhos dele, (todos com idade abaixo de 5 anos), os quais ele sequer tinha assentos especiais. Este foi o 4º DUI dele”, postou Cindy.

“Nós fomos informados que Anaya possui familiares em pelo menos 5 estados, portanto, somente Deus sabe onde ele está. Nós buscamos justiça para a nossa filha. O escritório do xerife e os canais de TV locais estão divulgando uma busca nacional envolvendo o TBI, FBI, Segurança Nacional (DHS) e a Patrulha da Fronteira (CBP). Nós pedimos a ajuda de todos nessa busca nacional. Nós queremos que ele seja preso e posto atrás das grades por seus atos horríveis! Ele está solto, sendo um covarde enquanto a nossa menina jaz numa sepultura. Nós também estamos arrasados pela tristeza e vivemos arduamente o dia-a-dia”, acrescentou.

O ICE descreveu o foragido como moreno claro, 5’4” de altura, cabelos preto, olhos castanhos e possui as tatuagem de “mãos orando”, “Maria” e “Anaya” no braço esquerdo, além de um piercing na sobrancelha esquerda. A última vez em que foi visto ocorreu em Kenner, Louisianna.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend